Hematúria: sangue na urina pode ser sinal de doenças

medico-segurando-uma-prancheta-na-consultaO que é hematúria?
A hematúria é a presença de células sanguíneas (hemácias) na urina. É um sinal comum em mais de uma centena de doenças sistêmicas, sendo muito frequente na população em geral. Pode ser considerada normal quando ocorrer em algumas amostras e a quantidade for inferior a 500 mil hemácias em 12 horas ou 3 por campo nos exames de Urina tipo I.

Qual a gravidade dessa doença?
A quantidade de hemácias na urina não tem correlação com a gravidade das doenças. A hematúria é um sinal e não uma doença, podendo estar presente em muitas doenças.

Como detectar que a urina está com sangue?
hematúria macroscópica (quando se vê a mudança da coloração da urina, que vai de amarelo-forte até a cor vermelha) causa muita preocupação ao paciente e seus familiares, fazendo com que procurem o médico de imediato. A hematúria microscópica é aquela em que só se observa a presença de sangue na urinaatravés do microscópio. São, na maioria das vezes, assintomáticas.

 Por que isso ocorre?
Existem as hematúrias por doenças glomerulares (de dentro do rim) e não glomerulares (do trato urinário). Dentre as causas de hematúria não glomerular, as mais comuns são infecção do trato urináriocalculose urinária e aumento benigno da próstata (hiperplasia prostática benigna). As causas benignas são muito mais comuns. Dentre as causas malignas, o câncer de bexiga é o mais encontrado.

O que fazer nesses casos?
Sempre procurar um(a) urologista, que deve pedir exames mínimos, como laboratoriais e de imagem (ultrassom), e seguir as suas orientações.

Qual o tratamento disponível?
Para a hematúria de causa glomerular, um nefrologista pode orientar como proceder. Para as causas de hematúria do trato urinário, o tratamento depende do local do sangramento: uma infecção urinária é tratada com antibióticos, a calculose do trato urinário pode ser tratada clinicamente, com implosão por litotripsia ou por cirurgia, dependendo do tamanho dos cálculos, e a hiperplasia prostática tem o seu tratamento com medicamentos ou cirurgia, dependendo do tamanho e do grau de sintomas que está acarretando.

A perda de sangue pode levar à anemia?
Dificilmente! Só se for macroscópica e contínua, e permanecer sem tratamento.

Dra. Sylvia Faria Marzano é médica Urologista pós-graduada em Terapia Sexual pela Faculdade de Medicina do ABC. É também diretora e coordenadora dos cursos de pós-graduação em Terapia Sexual da Pontifícia Universidade Católica de Goiás e do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática.
Compartilhar no G+