Ipu (CE): Bebê nasce com problemas e após ser transferido para Sobral, não resistiu

A jovem Francisca Fernanda Bezerra, de 22 anos, primeira gravidez, chegou ao Hospital Dr. Evangelista de Oliveira (Hospital Municipal - HMI), por volta de 3h da madrugada deste sábado (07), e pariu às 6h30, um recém-nascido (RN) do sexo masculino, que apresentou complicações.

A criança nasceu com o seguinte quadro clínico: Peso 2650g; Estatura 48cm; Perímetro Cefálico 32cm; Perímetro Torácico 33cm; Frequência Cardíaca (FC) 60bpm (bradicárdico - batimentos cardíacos diminuídos) que após compressões torácicas e ventilação (O₂) subia para FC 120bpm (normal), mas após a retirada do O₂, o RN voltava a ficar bradicárdico; Atonia (ausência de tônus muscular); Síndrome da Aspiração de *Mecônio (foram retirados 2ml da boca); **Escala de Apgar 5.

*Mecônio - é a matéria verde-escura que se encontra no intestino de um feto de 36 semanas de gestação. Em resposta a qualquer causa natural de sofrimento durante o parto, como uma oxigenação inadequada através da placenta, o feto excreta mecônio no líquido amniótico e também abre a boca energicamente, aspirando nos seus pulmões o líquido contaminado. Depois do nascimento, o mecônio pode obstruir as vias respiratórias, causando o colapso dos sacos de ar (alvéolos). Da mesma maneira, o ar inalado pode ficar preso em certas zonas abastecidas por brônquios parcialmente obstruídos e isto causa hiperinsuflação pulmonar. A hiperinsuflação pode provocar a ruptura do pulmão e o seu posterior colapso (pneumotórax).

**Escala de Apgar – este índice foi criado por uma anestesista inglesa, Dra. Virgínia Apgar, na década de 50. É o método mais comumente empregado para avaliar o ajuste imediato do recém-nascido à vida extra-uterina, avaliando suas condições de vitalidade. Consiste na avaliação de 5 itens do exame físico do recém-nascido, com 1, 5 e 10 minutos de vida. Os aspectos avaliados são: frequência cardíaca, esforço respiratório, tônus muscular, irritabilidade reflexa e cor da pele. Para cada um dos 5 itens é atribuída uma nota de 0 a 2. Somam-se as notas de cada item e temos o total, que pode dar uma nota mínima de 0 e máxima de 10.

Esta nota é importante para o médico-pediatra que acompanhará o bebê porque terá a noção de como o bebê nasceu, no que se refere a sua saúde.

- Notas de 8 a 10 - presente em cerca de 90% dos recém-nascidos significa que o bebê nasceu em ótimas condições.
- Nota 7 - significa que o bebê teve uma dificuldade leve.
- Notas de 4 a 6 - traduzem uma dificuldade de grau moderado indicam que o bebê necessita de tratamento especial e se não houver melhora deverá ir para uma UTI neonatal.
- Notas de 0 a 3 - uma dificuldade de ordem grave e necessita com urgência de uma UTI neonatal.

Se estas dificuldades persistirem durante alguns minutos sem tratamento, pode levar a alterações metabólicas no organismo do bebê gerando uma situação potencialmente perigosa, a chamada anóxia (falta de oxigenação) que leva a uma paralisia cerebral e morte.

Necessitando de cuidados de uma UTI neonatal, após nascer com Apgar 5 e não apresentar melhoras, o recém-nascido foi transferido para Sobral às 10h deste sábado, com impressão diagnostica de problemas cardíacas, mas infelizmente não resistiu e faleceu no caminho, próximo a cidade de Cariré.

Enfermeiro Eduardo e Dr. Michell do Amaral deram a assistência com ajuda da Técnica de Enfermagem Socorro e outros profissionais de saúde.

O HMI teve dificuldades na hora de conseguir a transferência, pois estava faltando energia e não puderam acessar o sistema Unisus Web que agiliza o trabalho, mas logo conseguiram a transferência para uma UTI neonatal usando o telefone.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+