Absurdo: Ser preso, sem provas e sem condenações; Somente no Brasil isso é possível

Preso, sem prova, Vaccari tem 5 dias pra explicar a movimentação bancária da esposa. O ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto foi preso no dia 15 de abril por determinação do juiz federal Sérgio Moro.

Após uma investigação, nada foi encontrado nas contas bancárias, em declarações fiscais. Sem provas, Moro pediu para Vaccari explique os R$ 583 mil movimentados por sua mulher, de 2008 a 2014 (ao longo de 7 ou 8 anos).

A força-tarefa da Lava Jato apura se duas operações de recebimento e envio de R$ 400 mil em 2008 e 2009, usando a conta de Giselda, tiveram relação com o suposto pagamento de propina por parte da Toshiba no esquema de corrupção da Petrobras.

Vaccari, porém, em seu depoimento, já argumentou na ocasião que as transações envolvendo os R$ 400 mil foram referentes a um empréstimo que ele fez a um amigo, o empresário João Cláudio Mente, para a compra de um imóvel.

Sabe o que é mais absurdo? É que Moro quer condenar Vaccari no lugar de sua mulher, se é que a Giselda cometeu algum crime, pois a conta é dela, quem tem que prestar contas e dizer a origem de sua movimentação bancária é ela. A justiça sempre nos condena separadamente. Uma pessoas não paga pelo crime cometido por outra.

Está claro que Moro prendeu Vaccari sem provas e para oferece um espetáculo aos setores de mídia golpista.

Agora, Moro pede a Vaccari que explique o que ele já explicou e aquilo que Moro não consegue explicar. Quer uma declaração de culpado de Vaccari e que ele apresente provas para sua condenação, pois Moro não consegue fazer isso. Será que é porque não existem provas?

Será que não basta a "cagada" que foi manteve encarcerada, por uma semana, a cunhada de Vaccari?

Agora qualquer pessoa que tiver recebido pouco mais de R$ 6 mil por mês, no período de 2008 a 2014 pode virar alvo da justiça e ter que dar satisfação de sua vida financeira para Moro.

O mais curioso, é que doleiro Alberto Youssef disse que Aécio Neves (PSDB) teria recebido recursos desviados de Furnas, através de sua irmã, uma bolada bem superior a R$ 6 mil por mês, mas isso é ignorado, o fato não precisa ser explicado. Moro não acha isso "estranho".

Por falar em "estranho"....

Moro, também sem nenhuma prova, e lá se vão "cinco meses", acha "estranho" Nestor Cerveró, ex-Petrobras, morar em um apartamento que não é dono e não ter pago aluguel. E isso foi o "suficiente" para confinar alguém na prisão por "cinco meses". (Veja Aqui).

Pois é... Você que recebe mais de R$ 6 mil por mês e mora em um apartamento que tenha feito algum acordo ou por algum motivo não paga aluguel, poderá ser preso por isso.

Que justiça é essa que estamos vivenciando no Brasil? Absurdo!

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+