Alunos com melhores resultados sem telemóveis na sala de aula

Tirar o telemóvel de uma criança pode ser a solução para notas melhores nos testes, de acordo com um novo estudo britânico. 

Alguns pais querem estar em permanente contacto com os filhos mas muitos professores dizem que os smartphones são motivo de distracção – o novo relatório revela políticas restritivas em algumas escolas.

Para o estudo, os investigadores Richard Murphy e Louis-Philippe Beland, da London School of Economics, analisaram os resultados de 130 mil estudantes de 16 anos, de 91 escolas britânicas. Entre as 91 escolas, a política de uso de telemóveis era diferente e essa foi uma das variáveis tida em conta quando analisados os resultados dos testes dos estudantes.

“Descobrimos que, para estes alunos, banir os telemóveis teve um impacto equivalente a uma hora adicional por semana na escola ou um aumento do ano escolar em cinco dias”, explicaram os investigadores à CNN.

Em termos práticos, os economistas concluíram que os resultados dos estudantes aumentavam em 6,4% quando a escola proibia os telemóveis. E nos estudantes que habitualmente não cumprem as expectativas, os resultados dos testes aumentaram em 14%.

De acordo com o estudo, “os alunos com baixos resultados são mais propensos a distraírem-se com a presença dos telemóveis enquanto os que têm bons resultados conseguem concentrar-se na sala de aula, independentemente da política de telemóveis”.

Em declarações à CNN, Murphy e Beland salientam que os telemóveis e outras tecnologias podem, em algumas circunstâncias, ser usados para aumentar a aprendizagem. No entanto, explicam que estes trazem “alguns inconvenientes” e distracções, aludindo à tentação de enviar mensagens de texto, jogar ou utilizar as redes sociais no telemóvel.

Fonte: Lifestyle

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+