Estupro no PI: "O bico dos seios arrancados, criou um prolapso vaginal"; Áudio da enfermeira

"O Diabo" e seus filhos, "Os Capetinhas"
Um crime bárbaro chocou a população da cidade de Castelo do Piauí, a 190 Km de Teresina. Quatro adolescentes foram brutalmente agredidas, estupradas, amarradas e jogadas de penhasco com mais de 10 metros de altura, no final da tarde da quarta-feira (27).

A Polícia Militar prendeu por volta das 18h desta sexta-feira (29) Adão José de Sousa, 40 anos, suspeito de participar do estupro e espancamento das quatro garotas. De acordo com o secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu, o homem estava em um mototaxi tentando entrar na cidade de Campo Maior.

De acordo com as polícias civil e militar, as garotas teriam saído para tirar fotos em um ponto turístico distante alguns quilômetros da zona urbana, quando foram rendidas por cinco pessoas. Logo após o crime a polícia apreendeu quatro menores, sendo que dois deles confessaram o crime e contaram, em depoimento, os detalhes sobre a ação criminosa.

A nossa redação teve acesso ao depoimento de uma das enfermeiras que atendeu as garotas que conta o estado que estava as garotas. Segundo a profissional de saúde, elas estavam com os bicos dos seios arrancados, com graves ferimentos vaginal que criou um prolapso vaginal que é resultado da perda de sustentação não só da bexiga, mas de órgãos como a uretra, útero, intestino e reto, em razão da fragilidade dos músculos que constituem o assoalho pélvico ou provocada por lesões graves, que foi o ocorrido neste caso.

A enfermeira conta que os maginais teriam introduzido faca, pedaço de pau e até tijolo na vagina das garotas. "Tá uma coisa assim horrível. Uma coisa desumana. Eu nem sei mais o que falar", disse a enfermeira.


video

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+