Homem mata a mãe e concreta corpo em armário de olho no seguro de quase R$ 500 mil

Um publicitário confessou à polícia que matou e concretou o corpo da própria mãe em Porto Alegre (RS). Ricardo Jardim, de 56 anos, vivia com a vítima de 76 em um apartamento na zona norte da cidade. O corpo de Vilma Jardim foi encontrado dentro de um armário do imóvel. Ele queria fugir com o dinheiro do seguro de vida, avaliado em R$ 400 mil.

A idosa era considerada desaparecida desde o último Dia das Mães. Segundo a polícia, durante as investigações, o filho prestou depoimento e entrou em contradição. Nesta quinta-feira (28), ele foi ouvido novamente. Uma equipe foi até o apartamento da idosa e prendeu o publicitário por porte ilegal de arma. Após a prisão, ele confessou o crime.

Familiares da vítima forneceram a chave do imóvel para os policiais, o que permitiu que encontrassem o corpo. Devido ao estado avançado do corpo, ainda não é possível dizer a causa da morte.

De acordo com a polícia, o filho pretendia fugir para fora do Brasil depois de obter o seguro de vida da mãe, avaliado em R$ 400 mil. A Polícia Civil vai pedir a prisão preventiva do publicitário, que deve ser encaminhado ao Presídio Central. A única irmã dele vive em Santa Catarina.

Fonte: R7

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+