Ipu (CE): "Eleitores sanguessugas" exploram o Prefeito e a Vereadora, diz Chagas Peres

Sérgio Rufino, Chagas Peres e Efigênia Mororó
Na última sexta-feira (8), o comentarista político e ex-vereador Dr. Chagas Peres falava sobre os custos de uma campanha política e disse que na região Noroeste, o município de Ipu tem a eleição mais cara.

Peres afirmou que um dos motivos da eleição torna-se cara em Ipu são os chamados "eleitores sanguessugas".

- Quem é que vai se lançar candidato, mesmo que seja candidato numa época dessa, pra o eleitor começar a correr pra cima dele, o sanguessuga?, questionou.

Segundo Peres, quando o "eleitor sanguessuga" fica sabendo que alguém se lançou candidato, ele amanhece na porta do político "já chupando", ou seja, "explorando o candidato".

O ex-vereador afirmou que essa prática é uma "falta de vergonha" do "eleitor sanguessuga", por ir atrás de explorar o político, e também é "falta de vergonha" do político que sujeita-se a "exploração".

Para evitar a "chantagem política", as pessoas evitam lançar-se candidato

Peres explicou melhor a situação e fez uma comparação entre o prefeito Sérgio Rufino e a vereador Efigênia Mororó, mas percebeu que não foi feliz na comparação e colocações, sendo obrigado a desdizer tudo e voltar atrás no que já havia afirmado anteriormente.

- Ninguém tem coragem de dizer que é candidato, a não ser o prefeito. Porque o prefeito diz que é candidato? Porque ele tem a prefeitura! Porque se ele não tivesse, ele não diria, disse.

Peres falou que se existisse uma fiscalização rigorosa, - nem o prefeito se lançava candidato. Porque ele se lança, porque hoje ele pode dar o que ele quiser ao povo, é até legal, porque ele é o prefeito, ele tem a prefeitura, ele comando a prefeitura. Mas quem não tem?, questionou.

Em seguida o ex-vereador Dr. Chagas Peres faz uma comparação entre o prefeito Sérgio Rufino (PCdoB) e a vereador Efigênia Mororó (PROS). Esse momento foi quando ele teve que desdizer tudo que já havia falado anteriormente sobre a "falta de vergonha" dos "eleitores sanguessugas" e dos políticos que aceitam serem "explorados".

- Você ver ai a Efigênia. A Efigênia tem uma clínica. Mas hoje, que a Efigênia é uma pré-candidata, a clínica trabalha mais de graça de que mesmo arrecadando!, afirmou Peres.

- Nós chegamos lá, você [Hélio Lopes] é provado disso, eu sou também, certo? Nós chegamos lá, a grande maioria do pessoal que está lá é pra não pagar! Não está pagando! Né?, afirmou Peres.

Após fazer a comparação entre a prefeitura comandada pelo prefeito e clínica comandada pela vereadora afirmando, - ele comando a prefeitura. Mas quem não tem? Você ver ai a Efigênia. A Efigênia tem uma clínica -, Peres percebeu que "meteu o pé na jacá" e foi obrigado a desdizer e sair pela tangência, com relação as explicações anteriores da "falta de vergonha" dos "eleitores sanguessugas" e dos políticos que sujeitam-se as "chantagens políticas".

- Mas ai, eu quero excluir esse pessoal ai dos "sanguessugas" que eu chamei, né. Porque eles vão por necessidade. Porque é uma coisa de urgência, justificou Peres sendo ajudado por Hélio Lopes que disse que era uma questão de saúde o fato da "clínica está atendendo a grande maioria dos pacientes de graça", segundo Peres e Lopes.

Para acabar de desdizer que essas pessoas que vão a clínica da vereadora não são pessoas com "falta de vergonha" e "eleitores sanguessugas", Peres afirmou que elas "são pessoas sérias que estão do lado da Efigênia", disse.

Confira toda a derrapagem do ex-vereador e o seu constrangimento a ser obrigado a desdizer tudo o que já havia dito anteriormente.


video
Áudio Rádio Regional Am de Ipu

Os mencionados podem manifestar suas opiniões e contrapor: E-mail netcina@hotmail.com

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+