Fortalezenses fazem fila para comprar cerveja mais barata

O evento estava marcado para as 18h desta terça-feira (6), mas as 16h já tinha gente garantindo lugar na fila do Picanha do Cowboy. Foi o caso dos estudantes Gabriel Said, Ari Giovanni e Pedro Yuri. 

A motivação foi a venda de cervejas por R$ 3. Comumente, o valor da bebida no estabelecimento é de R$ 7,90.

“Ficamos sabendo pelo Facebook viemos. Cerveja de graça é todo dia, né?”, enfatizaram. 

A venda por um preço mais baixo não é à toa. A Rede Liberdade fez uma parceria com o bar para proporcionar um valor com abatimento dos impostos cobrados, em forma de protesto contra as cobranças governamentais.

“Eu considero sim os impostos abusivos. É muita cobrança para pouco retorno. Esse protesto não deveria ser só hoje, mas todos os dias”, ressalta Gabriel.

Já José Furtado de Vasconcelos, empresário, achou que a promoção seria um boato das redes sociais. Ele já tem costume de beber praticamente todos os dias. 


Como já havia combinado com um amigo de ir para o bar, acabou se surpreendendo com a veracidade do valor da bebida. “Acho que hoje vou sair daqui bebendo pelo menos umas 30”.


Mesmo com vantagem, ele reprova a forma de protesto, por considerar que não vai mudar nada. “O imposto tá sendo tirado do bolso de alguém. Se não é do meu, é do bolso do dono”, refletiu. Além disso, acredita que protesto só se faz na rua.

Parceria


Rafael Saldanha, representante da Rede Liberdade, explica que o objetivo do grupo é despertar nas pessoas o debate em relação ao valor dos impostos cobrados. Criada há apenas uma semana, essa foi a primeira ação da rede. “Entramos em contato com vários bares, mas esse foi o que topou logo de cara”, explicou.

Além de Fortaleza, Juazeiro do Norte também conta com a ação no Ceará. Mais 13 cidades de 10 estados também realizam o dia de protesto com valor abatido em cervejas.

Marcus Coelho, gerente de Marketing do Picanha do Cowboy, ressaltou que há 255 cervejas doadas pela rede para a comercialização. Além disso, há alguns critérios para a venda: consumir no local e a cerveja ser servida de duas em duas por mesa. “Geralmente vendemos 80 cervejas numa terça. Hoje vamos triplicar as vendas devido ao evento”, finaliza.

Fonte: Tribuna do Ceará

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+