Homem considerado o mais gordo da Grã-Bretanha morre com cerca de 430kg

Semanas após pedir ajuda ao mundo para perder peso, o britânico Carl Thompson, de 33 anos, morreu em sua casa, na cidade de Dover, no Sudeste da Inglaterra. 

Em maio, ele revelou como a morte da sua mãe o levou a chegar aos cerca de 430 kg.

Segundo informações do Daily Mail, Thompson estava confinado na cama havia um ano, recebendo ajuda para sua higiene pessoal e alimentação. 

Ele foi encontrado morto na manhã deste domingo. Em comunicado, a polícia informou que foi chamada às 10h38 (horário local), "numa propriedade em Dover sob relatos de que um homem de 30 anos havia morrido". Carl Thompson atribuiu seu ganho de peso à perda da mãe, em 2012

Carl Thompson atribuiu seu ganho de peso à perda da mãe, em 2012

No mês passado, o homem prometeu que perderia peso depois de ser "tocado" pela onda de simpatia e ofertas de ajuda que recebeu, após entrevistas a vários meios de comunicação. O homem disse que estava desesperado para mudar seu estilo de vida depois de ser alertado por médicos de que seu estado iria matá-lo.

Incapaz de sair de casa, Carl passou a se alimentar de comida chinesa e pizza, além de fast food que pedia por telefone. Ele também gastava muito dinheiro com chocolates. Quando sua mãe morreu, vítima de um tumor no cérebro, em 2012, ele passou a comer compulsivamente.

Em abril, outro britânico, por muito tempo considerado o homem mais gordo do mundo, ocupou os noticiários internacionais por ter passado por um cirurgia para retirada de excesso de pele. Paul Jonathan Mason, de 54 anos e que já ultrapassou os 400kg, removeu 22 quilos de pele flácida, resultado de uma operação de redução do estômago que o fez eliminar quase a metade de seu peso.

Fonte: Exame

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+