Ipu (CE): Vereadores de oposição acumulam derrotas no TCM com denuncias infundadas

Sobre a foto: Perece até irônico ou cômico, a nobre vereadora apresentando uma foto do Ginásio Coberto Abdoral Timbó restaurado, com pouco meses da atual gestão que recebeu o Ginásio fechado, com teto caído, quadra e dependências cheias de excrementos, tudo sem a menor condição de uso. Uma vergonha total da gestão passada que a edil tanto defendeu e defende.

Os vereadores de oposição que tanto apresentam, constantemente, denuncias infundadas contra a atual gestão Respeito e Transparência no município de Ipu estão acumulando no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), uma derrota atrás da outra.

Sobre as denuncias infundadas, supostamente, as mesmas teriam como objetivo principal somente servir para falatórios na emissora de oposição e nas redes sociais, pois elas têm sido rejeitadas no TCM que tem julgado as mesmas como sendo "Improcedentes" e arquivado todas, por falta de provas.

Diferentemente da gestão passada que chegou a acumular mais de 50 denuncias junto ao TCM, ou seja, mais de uma por mês, onde existem processos pedindo devolução de recursos públicos e multas que somam mais de R$ 20 milhões de reais contra a desastrosa administração do ex-prefeito, a atual gestão Respeito e Transparência tem mostrado zelo com os recursos públicos dos ipuenses

Já os processos enfrentados pela gestão passada, que eles tanto defenderam e ainda defendem, são inúmeros e de natureza grave, tanto que até os seus próprios radialistas e defensores, no rádio e em rede social, chamam o grupo de oposição de "Quadrilha Novo Tempo". O radialista da emissora de oposição chegou a dizer que a "Quadrilha Novo Tempo deveria estar na cadeia". (Veja Aqui).

Numa rápida busca no site do TCM podemos encontrar várias denuncias infundadas contra a atual administração que foram rejeitadas pelo TCM, e sem precisar de padrinho político junto ao Tribunal de Conta dos Municípios (TCM), como denunciou o vereador Gilmar da Cruz Bastos (PROS) de Sobral, pois segundo o edil, o ex-governador "Domingos Filho é hoje uma vergonha dentro do tribunal de Contas dos Municípios. Lamentavelmente, tem se tornado a maior vergonha do TCM. Deveria não ser assim!", disse o vereador alertando que o ex-prefeito de Ipu é apadrinhado por Domingo Filho (Veja Aqui).

Pois bem, essa é a situação atual do município de Ipu que tem um grupo de oposição onde o seu líder maior responde grandes processo junto ao TCM e esferas criminais e conta com apadrinhamento no TCM para tentar se livrar dos processos. O pior é saber que este ex-prefeito ainda continua sendo o líder do grupo de oposição em Ipu e que tenta retornar ao poder, pois tenta eleger alguém do seu grupo para ter mais força e se livrar dos processos, além de afundar e novamente jogar o nome da cidade no mar de lama da corrupção.

Já os vereadores de oposição, que poderiam estar preocupados em levar a Tribuna da Câmara projetos de interesse da população, perdem tempo só com denuncias infundadas e sem valor que somente servem de boatos e ladainha no rádio de oposição e nas redes sociais. Legislar, que seria seus deveres e o mais importante, parece que fica em segundo plano.

Veja que os pareceres sobre as denuncias infundadas dos vereadores de oposição já começaram a ser publicadas pelo TCM

O mais recente parecer foi sobre uma denuncia dos nobres vereadores Efigênia Mororó, Hilton Belém e Adriano Melo, contra uma licitação que contratou os serviços de uma Clínica de Olhos da cidade de Ipu. O parecer do Procurador do Ministério Público de Contas foi o seguinte:

"Considerando que a Informação Técnica Complementar (fls.85/91) informa que as justificativas e documentos apresentados (fls.36/75) foram suficientes ao saneamento da falha indicada, que diz respeito à realização de processo de inexigibilidade para contratação de serviços de procedimentos em oftalmologia, impõe-se sugerir o julgamento pela IMPROCEDÊNCIA da TCE e seu consequente arquivamento." (Veja Aqui).

Veja outras derrotas dos vereadores de oposição e confira nos links a seguir:

"Tratam os presentes autos de Representação, relativa a supostas irregularidades na contratação de assessoria jurídica no Município de Ipu durante o exercício financeiro de 2014, tendo por representado o Sr. Carlos Sérgio Rufino." (...) "Os Senhores Conselheiros, reunidos em sessão da la Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará, em julgar pela NÃO ADMISSÃO deste Processo-fim Auxiliar de Representação, nos termos do art. 3°, inciso II, "b", da Resolução n.° 01/2002 — TCM/CE, com seu posterior ARQUIVAMENTO". (Veja Aqui).

Em outra denuncia infundada, o Procurador do MP escreveu em seu parecer, o seguinte: "a peça exordial (fls. 02/06) não apresenta quaisquer provas ou indícios necessários das supostas irregularidades denunciadas." (Veja Aqui).

No parecer de outra denuncia infundada diz que a "Representação, formulada pela Vereadora, Sra. Maria Efigênia Mesquita Mororó Muniz, em desfavor do Sr. Carlos Sérgio Rufino Moreira (Prefeito Municipal) e do Sr. Raimundo José Aragão Martins (Ordenador de despesas), dando conta de supostas irregularidades em licitação realizada pela Prefeitura do Município de Ipu, exercício financeiro de 2015, ACORDAM os Senhores Conselheiros, reunidos em sessão da 1a Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará, em julgar pela NÃO ADMISSÃO deste Processo-fim Auxiliar de Representação, nos termos do art. 30, inciso II, "b", da Resolução n.°01/2002 - TCM/CE, com seu posterior ARQUIVAMENTO". (Veja Aqui).

E assim seguem as denuncias infundadas da oposição contra a atual gestão Respeito e Transparência. Todas estas denuncias infundadas estão caindo no descredito da população, pois já perceberam que tudo não passa de armação para tentar macular a imagem da atual gestão que trabalha de forma séria e com zelo dos recursos públicos.

Vamos deixar de denuncias infundadas e trabalhar e deixar o prefeito trabalhar que só quem ganha é a cidade de Ipu.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+