Leilão do Aeroporto de Fortaleza é confirmado no pacote do Governo Federal

O Aeroporto Internacional Pinto Martins, de Fortaleza, está confirmado no pacote de concessões do governo federal à iniciativa privada por meio de leilão. 

As concessões fazem parte da nova etapa do Programa de Investimento em Logística (Pil) 2015-2018, anunciado nesta terça-feira, 9, em Brasília, pelo governo federal.

O plano prevê concessões que, segundo o Ministério do Planejamento, gerará investimentos de quase R$ 200 bilhões em estradas, ferrovias, portos e aeroportos. Além de Fortaleza, foram confirmados os aeroportos de Porto Alegre, Salvador e Florianópolis.

A previsão é que os leilões dos terminais aconteçam a partir do primeiro trimestre de 2016 e sejam investidos um total de R$ 8,5 bilhões nos quatro empreendimentos.

O investimento anunciado para o aeroporto de Fortaleza é de R$ 1,8 bilhão e deve ser aplicado na ampliação do pátio de aeronaves, pistas e terminais de passageiros. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) será sócia das empresas vencedoras dos leilões na administração dos aeroportos.

Demanda


De acordo com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, "há uma grande demanda por investimentos no Brasil. E, se há demanda, haverá investimentos". Ele cita o caso da frota de veículos brasileira, que cresceu 185% de 2000 a 2014. "Foi com esse diagnóstico de demanda que nós construímos essa nova etapa do Programa de Investimento em Logística", disse.

Ele também afirmou que o BNDES deverá continuar sendo o principal agente patrocinador dos investimentos de longo prazo. Mas que os bancos privados e o mercado de capital devem ter uma participação maior na ampliação da infraestrutura daqui para frente. 


"Nós queremos fazer com que o crédito direcionado por parte do BNDES sirva como um estímulo e uma alavanca para aumentar a expansão do crédito privado no Brasil", afirmou.

A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou que o Pil terá efeitos ao longo da cadeia produtiva brasileira. "Ainda que alguns de seus resultados demandem algum tempo de maturação, e isso é natural, os seus primeiros efeitos serão imediatos", disse.

Ceará


O anúncio era acompanhado com o máximo interesse pelo Ceará. Entre os presentes, de acordo com o Blog do Eliomar, estavam o governador Camilo Santana (PT), o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Beto Studart, o diretor geral do Senai, Paulo Andrade Holanda, e o presidente eleito do Sindicato da Indústria Metalmecânica, Sampaio Filho.

A concessão do Pinto Martins era uma demanda não só do governo do Estado como, e principalmente, do prefeito, Roberto Cláudio (Pros). Ele aponta a concessão como uma vantagem que o Ceará leva para a mesa na disputa pelo hub da Tam, travada contra Recife e Natal. "Essa disputa é de enorme importância para a economia de Fortaleza", disse em Nova York ao O POVO.

Fonte: Redação O POVO Online

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+