Médica condenada por decapitação em BH é afastada de hospital de Maricá

A Secretaria de Saúde de Maricá, no RJ, afastou nesta segunda-feira (15) a médica Gabriela Corrêa Ferreira da Costa, de 31 anos, condenada por fazer parte do chamado "bando da degola", que sequestrou e decapitou vítimas em Belo Horizonte. 

Ela trabalhava há um mês e meio no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, na área de rotina médica do Setor de Paciente Grave (SPG).

Em nota, a assessoria da prefeitura informou que os registros da médica eram válidos e seu comportamento técnico foi considerado excelente, reduzindo inclusive o índice de óbitos no hospital. A assessoria também informou que o vínculo profissional da médica era com a Organização Social (OS), contratada para o gerenciamento da unidade.

"A médica foi afastada [...] imediatamente após conhecimento, através da imprensa, da existência de uma sentença judicial com condenação. A Secretaria acrescenta que desconhecia a existência do processo, uma vez que a documentação da médica junto ao conselho fiscalizador estava sem pendências, o que permitiu a contratação", informou a nota.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Gabriela Corrêa foi condenada a 46 anos e seis meses com direito a recurso. A médica já recorreu e, atualmente, responde em liberdade.

A equipe do G1 tentou entrar em contato com os advogados de Gabriela Corrêa, mas os telefonemas não foram atendidos.

Entenda o caso


Gabriela Corrêa Ferreira da Costa foi condenada no dia 31 de março pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pelos crimes de formação de quadrilha, extorsão, cárcere privado, homicídio triplamente qualificado e destruição e ocultação de cadáver. 


Ela foi considerada pelo 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte culpada pelas mortes de Fabiano Ferreira Moura e Rayder Santos Rodrigues, que foram extorquidos, sequestrados, torturados e assassinados em um apartamento no bairro Sion, Região Centro-Sul da capital, em abril de 2010.

Fonte: G1

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+