O templo que considera os ratos como entidades sagradas

Como em uma cena de filme de terror você vai ver ratos por todos os locais, correndo por todas as partes, a procura de comida e leite. 

Engana-se quem pensa que são quaisquer ratos; são ratos sagrados. Eles pertencem ao Templo Karni Mata.

Karni Mata foi um sábio considerado a reencarnação da deusa Durga, relacionada ao poder e a vitória. A construção é formalmente conhecida como Templo de Deshnoke; foi criado após o desaparecimento de Karni aos 150 anos de idade de acordo com a lenda.

O templo é revestido com mármore e decorado com ouro e prata. Sua construção foi iniciada em 1900 como representação do desejo do marajá Ganga Singh de obter proteção da deusa.

O templo recebe anualmente milhares de visitas dos habitantes locais (hindus) e de turistas das mais variadas partes do mundo, todos para homenagear a deusa Durga e em busca da benção transmitida pelos ratos ao passarem por seus pés. Os ratos são chamados de Kabbas e existem cerca de 20.000 deles habitando livremente o templo.

Segundo a lenda, em 1400, um dos enteados da deusa Durga morreu. A deusa então teria implorada a Yama – deus da morte – para trazê-lo de volta e o deus se recusou a atender seu pedido. Após várias súplicas, o deus da morte concordou em reviver o parente da deusa, não como humano novamente e sim como rato.


Para o Hinduísmo a morte representa uma das etapas de sua jornada e voltar à vida sob a forma de animais também. A cultura hindu não tem por costume a adoração aos ratos, mas abrem uma exceção aos animais do templo.

As pessoas que creem nas bênçãos dos ratos acreditam que não só quando eles tocam em seus pés elas são abençoadas, mas também quando comem ou bebem alimentos que os mesmos encostaram. E isso traria uma espécie de bênção especial.

Na população de cerca de 20.000 ratos, apenas quatro ou cinco são brancos. Para os que acreditam na lenda, os ratos claros representariam a reencarnação de Karni Mata e de seus parentes mais próximos. A crença na santidade dos ratos é tão grande que se um for morto de forma acidental, um rato de ouro ou prata deve ser comprado e colocado no templo.

Fonte: BBC

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+