Passageira pede para dirigir táxi, perde o controle e causa prejuízo em Fortaleza

Uma jovem causou um acidente após pedir o controle da direção do táxi no qual ela e mais duas outras mulheres eram transportadas.

O veículo colidiu contra um imóvel, arrancando todo o portão e atingindo ainda outras duas casas por volta das 4h da madrugada desta quinta-feira (4), na Avenida Carneiro de Mendonça, no bairro Demócrito Rocha, em Fortaleza. 

O serviço do taxista foi contratado pelas moças em um restaurante na Avenida Eduardo Girão, no bairro Jardim América. 

De acordo com o motorista, uma das mulheres pediu para dirigir o táxi e ele autorizou, alegando que estava cansado e com sono. Afirmou ainda que a moça não apresentava sintomas de embriaguez.

Sobre o acidente


A decisão foi fundamentada nas normas do ordenamento jurídico brasileiro e nas normas do direito internacional (FOTO: Divulgação)

Em estado depressivo grave, jovem de 19 anos consegue urgência em cirurgia de mudança de sexo via SUS 03/06 | 08:00

Além disso, ele é acusado de improbidade administrativa, quebra de decoro parlamentar e corrupção. (FOTO: Câmara de Vereadores de Fortaleza/ Genilson de Lima)

Polícia e MP/CE cumprem mandados contra Leonelzinho Alencar por suposto uso indevido de verba 02/06 | 12:05

Ao chegarem na Avenida Carneiro de Mendonça, no bairro Demócrito Rocha, a condutora perdeu o controle da direção e colidiu com uma casa. Paulo Faustino, proprietário do imóvel, estava dormindo na hora do acidente. “Estava dormindo quando ouvi o barulho, corri e quando vi estava nessa situação aqui. 


Tomei um susto, pensei que estava tudo desmoronando”, relata. Ele afirma ainda, que quando encontrou o carro, apenas duas moças estavam dentro do veículo, a terceira havia fugido.

Além de residência, o imóvel é também um estabelecimento comercial, que sustenta a família. Ele já solicitou um orçamento para saber o valor do prejuízo e exige que os envolvidos no acidente arquem com o prejuízo. Ele afirmou que o motorista e as duas moças apresentavam sinais de embriaguez. 


“Ela pediu para dirigir o carro e eu de boa, de livre e espontânea vontade, entreguei o carro. Ela era habilitada, mas chegando no destino ela foi ultrapassar um carro e acabou colidindo”, afirmou o motorista que é taxista há dois anos.

Um dos moradores, inconformado com o comportamento das mulheres envolvidas no acidente, jogou o celular de uma delas no chão, danificando o aparelho. “Vocês estão rindo? Estão rindo da situação? 


Essas duas jumentas (sic) estão rindo da situação, do que aconteceu. Elas estão no celular e rindo, bando de irresponsável (sic)”, reclama. Os envolvidos no acidente forma levados à delegacia para prestar esclarecimento.

Fonte: Tribuna do Ceará

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+