Tipo sanguíneo pode influenciar doenças cardíacas e cognitivas no futuro

O tipo de sangue pode influenciar na saúde de qualquer pessoa, segundo afirma uma pesquisa publicada no Boletim de Pesquisas Cerebrais, realizada por cientistas da Universidade de Sheffiel, na Inglaterra.

Para eles, dependendo do tipo sanguíneo, a pessoa poderá adquirir doenças cardíacas, além de doenças cognitivas, como o Mal de Alzheimer.

A pesquisa aponta uma relação entre a quantidade de massa cinzenta, ou seja, um tecido que forma parte do cérebro, e o tipo sanguíneo de uma pessoa.

Segundo os cientistas, as pessoas com tipo sanguíneo O tinham mais matéria cinzenta do que aquelas com qualquer um dos três tipos (A, B E AB). Para eles, quanto maior o volume de massa cinzenta, maior a proteção do corpo contra doenças como Alzeheimer.

De acordo com o site Exame, os participantes avaliados eram jovens mentalmente saudáveis, que já tinham feito testes de ressonância magnética em outros estudos. Além do teste com o sangue, os pesquisadores examinaram ainda os dados dos cérebros de cada pessoa.

"Os resultados parecem indicar que pessoas que têm um tipo de sangue O estão mais protegidas contra doenças em que a redução volumétrica é vista em regiões temporal e mediotemporal do cérebro, como o Alzheimer”, disse Matteo DeMarco, um dos autores da pesquisa, em entrevista ao site especializado IFL.

Ainda para os cientistas, o volume da matéria cinzenta diminui, devido ao envelhecimento. Algumas das primeiras partes do cérebro que são danificadas pelo Alzheimer são as "temporais e límbicas".

Essas são áreas do cérebro que também estão localizadas na parte traseira do órgão. Para os pesquisadores, elas são menores em pessoas com tipos sanguíneos A, B e AB.

Mas, para um dos autores da pesquisa é preciso haver “ testes adicionais e mais pesquisas são necessárias, pois outros mecanismos biológicos podem estar envolvidos”, disse DeMarco.

Fonte: O Povo

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+