Clientes denunciam o 'golpe da moto premiada' no interior do Ceará

Uma loja de Itapajé, a 125 Km de Fortaleza, é acusada de aplicar o golpe da “moto premiada” em clientes. 

De acordo com o radialista Luiz Carlos Mesquita, que também foi prejudicado com o golpe, a loja comercializa motocicletas e conta atualmente com 12 grupos com 48 clientes cada. 

As prestações variam de R$ 120 a R$ 400. Alguns desses clientes têm mais de R$ 10 mil em parcelas já quitadas e não receberam a moto.

“Muitas pessoas foram prejudicadas. Eu por exemplo paguei 38 parcelas de R$ 245,00 e com certeza não terei meu dinheiro de volta. Há pessoas que quitou o carnê e não recebeu a moto”, explicou.

Ainda segundo Mesquita, o proprietário esteve com um grupo de 10 clientes e disse que resolveria o problema o quanto antes. "Ele falou para gente que ia resolver e pediu para que a gente não se preocupasse. Para ser sincero não sentimos firmeza na palavra dele", falou.

A loja de compra premiada fechou as portas nesta quarta-feira (15). Luizinho fala que não só clientes de Itapajé foram prejudicados já que o estabelecimento existe em Sobral e Massapê. "A loja deixa um prejuízo incalculável e pessoas de outros municípios que acreditaram no sonho de serem sorteados e deixarem de pagar as prestações", disse. 


O G1 entrou em contato por telefone com a loja com sedes nos três municípios, mas as ligações não foram atendidas. Prisão de funcionários

O delegado Raul Tércio disse que a Polícia Civil prendeu na noite desta quarta-feira, quatro funcionários da loja na BR-222, no município de Umirim, a 90 Km de Fortaleza. Com eles, a polícia apreendeu uma moto da empresa e quatro computadores. O proprietário da loja segue foragido. A polícia recomenda que as pessoas suspendam o pagamento por via dos boletos.

Fonte: 
G1CE 

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+