"Dilma é honrada e não está envolvida em corrupção", diz FHC

Nesta terça-feira (28), o novo delator da Operação Lava Jato Mário Góes revelou que o "Esquema de Corrupção na Petrobras" teve início durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). FHC nega tal informação. (Veja Aqui).

Em entrevista a revista alemã, Fernando Henrique Cardoso afirma que escândalos começaram no governo Lula, a quem ele atribui responsabilidade política pela atual crise no Brasil.

Em entrevista à revista alemã de economia Capital, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu a presidente Dilma Rousseff, afirmando que ela não está envolvida no escândalo de corrupção na Petrobras.

"Não, não diretamente. Mas o partido dela, sim, claro. O tesoureiro está na cadeia", afirma FHC em entrevista publicada - em alemão - na edição deste sábado (01/08) da revista. "Eu a considero uma pessoa honrada, e eu não tenho nenhuma consideração por ódio na política, também não pelo ódio dentro do meu partido, [ódio] que se volta agora contra o PT."

FHC atribui ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a responsabilidade política pelo escândalo de corrupção na Petrobras. "Os escândalos começaram no governo dele", argumenta. "Tudo começou bem antes, em 2004, com o Lula, com o escândalo do mensalão."

Questionado se Lula estaria envolvido, FHC responde: "Não sei em que medida. Politicamente responsável ele é com certeza. Os escândalos começaram no governo dele".

O ex-presidente, uma das principais lideranças do PSDB, afirma que era impossível que Lula não soubesse do mensalão. "Para colocá-lo atrás das grades, é necessário haver algo muito concreto. Talvez ele tenha que depor como testemunha. Isso já seria suficientemente desmoralizante", comenta.

Mas FHC afirma que seria ir longe demais colocar Lula na cadeia: "Isso dividiria o país. Lula é um líder popular. Não se deve quebrar esse símbolo, mesmo que isso fosse vantajoso para o meu próprio partido. É necessário sempre ter em mente o futuro do país."

Em outro ponto da entrevista, FHC elogia Lula. "Ele certamente tem muitos méritos e uma história pessoal emocionante. Um trabalhador humilde que conseguiu ser presidente da sétima maior economia do mundo."

Mais adiante, FHC afirma que Lula era como um Cristo. "Eles fizeram dele um deus, mas ele apenas levou adiante a minha política."

FHC diz ainda que há um lado bom na atual crise. "Os cidadãos veem: as instituições funcionam - Ministério Público, Polícia Federal, toda essa operação Lava Jato.
(Matéria publicado por DW - UOL).

A garfe

FHC afirmou que "Lula apenas levou adiante a sua política", mas antes ele tinha afirmado que foi no governo de Lula que os escândalos de corrupção iniciaram no Brasil. Não é o que dizem delatores da Operação Lava Jato, pois vários já afirmaram que a corrupção da Petrobras teve início no governo FHC (PSDB).

Será que FHC conhece o "Engavetador Geral da República" do PSDB que Dilma mencionou no debate da TV Globo, último confronto entre os presidenciáveis?

Segundo o Wikipédia, o pernambucano Geraldo Brindeiro, enquanto Procurador-Geral da República do governo FHC, foi fartamente criticado por sua inação. De 626 inquéritos criminais que recebeu, engavetou 242 e arquivou outros 217. Somente 60 denúncias foram aceitas.

As acusações recaíam sobre 194 deputados, 33 senadores, 11 ministros e quatro ao próprio presidente FHC.

Por conta disso, Brindeiro recebeu o jocoso apelido de "Engavetador-Geral da República".

Entre as denúncias que engavetou está a de compra de votos para aprovação da emenda constitucional que aprovou a reeleição para presidente, beneficiando o então presidente Fernando Henrique Cardoso.

O programa Hard Talk, da BBC, em outubro de 2007, entrevistou o ex-presidente FHC que vacilou ao falar de corrupção, pensando ele que o apresentador era desinformado, e acabou tendo de ouvir o apresentador lhe questionar sobre os mais de 600 processo de corrupção em acabaram sendo engavetados pelo "Engavetador-Geral da República", durante o seu governo.

Assista ao vídeo



GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+