Ipu (CE): "Infeliz da gestão que tem uma pessoa dessa do lado dele", diz Gilvan Farias

Presidente do Conselho Tutelar e radialista Rogério Palhano
O problema teve início quando o presidente do Conselho Tutelar de Ipu, Sr. Gilvan Farias, na tarde desta última segunda-feira (29) ligou para a Rádio Iracema Am de Ipu, Programa Jornal do Meio Dia, e teve um embate com o radialista Joaci Melo. O embate acabou e tomou outras proporções.

O fato é que Joaci estava fazendo um alerta sobre os casos de muitas crianças que estão perambulando pelas ruas da cidade e fazendo badernas, como por exemplo, quebrando lâmpadas de postes. O radialista ainda falou que as crianças perturbam os comércios da cidade e pediu que o Conselho Tutelar tomasse alguma providência.

Joaci fez as críticas, o presidente do Conselho Tutelar não gostou e tomou as dores pela instituição.

O Sr. Gilvan Farias ligou para o telefone da emissora e falou no ar sobre as dificuldades enfrentadas pela instituição. Disse que falta apoio da atual administração que deveria prestar um bom suporte para que os cinco conselheiros tutelares da cidade de Ipu para que eles realizassem um bom trabalho.

O presidente do Conselho Tutelar não poupou criticas a administração municipal e disse que a nota que dava para a gestão era "zero", mas sempre fazendo questão de deixar claro que sua nota era com relação a falta de apoio ao Conselho Tutelar. Gilvan Farias não criticou a gestão no tocante de outras áreas e fez questão de declarar que foi eleitor do atual prefeito, mas que estava no seu papel de defensor da instituição a qual preside muito bem.

O ponto mais cobrado pelo presidente foi a falta de um carro e de apoio financeiro para o combustível dos transportes dos conselheiros que para realizem suas obrigações usam seus próprios transportes.

Durante a participação de Gilvan Farias na Rádio Iracema houve um acirrado embate entre ele e o radialista Joaci Melo, pois o radialista reclamava que somente o presidente do Conselho Tutelar queria falar e não deixar espaços para ser questionado. Desta forma se deu o embate, mas não possou disso!

Acontece que durante a semana, a participação de Gilvan Farias ficou sendo comentada e acabou virando uma bola de neve, sendo o problema agravado pelos comentários de outro radialista do Programa Jornal do Meio Dia, o radialista Rogério Palhano.

Novamente insatisfeito e, dessa vez, muito mais alterado pelas criticas recebidas por parte do radialista Rogério Palhano, o presidente do Conselho Tutelar retornou a se pronunciar no rádio, mas dessa vez, ele usou os microfones da Rádio Regional Am de Ipu e durante o Programa Tribuna do Povo, apresentando por Adriano Pereira, e Gilvan Farias foi mais duro e direcionou suas criticas ao radialista.

Gilvan Farias voltou a criticar a administração municipal no caso do Conselho Tutelar, mas novamente deixando claro que seu descontentamento era com relação a falta de apoio a instituição que preside. Ele fazia questão de direcionar suas criticas neste sentido e ao radialista Palhano que não segunda-feira, até tentou apaziguar as coisas entre Gilvan Farias e Joaci Melo, mas depois partiu pra guerra contra o presidente do Conselho Tutelar.

No Tribuna do Povo, Gilvan Farias disse:

"Está com três dias, mais ou menos, que o meu nome é citado no programa. Mas é porque as pessoas gostam de falar, mas não gostam de ouvir a verdade", disse para seguir fazendo criticas mais duras.

Segundo Gilvan farias, ele teria sido descriminado pelo radialista por ter iniciado sua vida trabalhando em casas de família, como cozinheiro. "Até isso foi citado hoje. Que eu vivo nos pés dos fogões das famílias de Ipu. Realmente! Conquistei tudo na minha vida e ainda hoje presto serviço no restaurante da Berenice, muito conhecido e me orgulho disso", declarou.

Gilvan Farias disse que não construiu sua vida puxando o saco de gestão falida, e sim trabalhando. "Eu não preciso ficar puxando saco de prefeito e levando chute na bunda, toda hora, não!", disse.

O presidente do Conselho Tutelar lembrou que foi eleito com quase mil votos e que desempenha seu trabalho da melhor forma possível para dizer que foi acusado de omissão. "Quando ele (radialista Palhano) se referiu que a gente camufla as coisas, ele se referiu a questão de uma escola que está acontecendo agora. Como eu disse, eu retornei ao meu trabalho hoje. Como presidente do Conselho Tutelar, eu não fui informado de nada disso e nenhum dos meus colegas. E se ele é tão autêntico, tão verdadeiro, porque que naquela época, que um coordenador de uma escola foi acusado, foi preso, por que ele não divulgou também? Ele não é tão verdadeiro? Não é tão autêntico? Porque camuflaram tudo pra debaixo do tapete?", questionou.

Segundo Gilvan farias, o radialista Palhano causa grandes transtornos dentro do Grupo Liberdade. "Já ouvi em uma reunião com o próprio prefeito, quando eu disse: - prefeito converse com o seu locutor, porque ele faz duras críticas ao orgão e aqui agora não pude solucionar. Eu ouvi da boca do próprio prefeito: - Mas ele é o meu maior adversário. Foi isso que ouvi da boca do prefeito", afirmou.

O presidente do Conselho Tutelar acredita ele e outros são perseguidos pelo radialista para que o mesmo tenha audiência. "Eu não sei por qual razão esse rapaz (o radialista) faz isso, vive me atacando na emissora de rádio. Mas deve ser porque ele não tem assunto pra falar e muito menos audiência. Então ele busca nos mais fracos, né? Mais fracos entre aspas! Porque eu não vou me calar, enquanto eu tiver no exercício do meu trabalho", relatou.

Gilvan Farias deixa claramente a entender em suas palavras que o problema é com relação a falta de transporte do Conselho Tutelar, falta de apoio para combustível e ataques que a instituição sofre por parte do radialista Palhano que tenta aparecer e ganhar audiência criticando o trabalho que os conselheiros tutelares desempenham na cidade. Ele repetiu suas palavras de que a gestão é "zero", mas no apoio a ele e seus colegas, pois deixa claro que não estava criticando completamente a gestão.

O presidente do Conselho Tutelar ainda fez alguns esclarecimento sobre a funcionalidade da instituição, esclarecendo aos pontos para dizer que a mesma é totalmente dependente a prefeitura municipal.

Gilvan Farais ainda questionou a forma como o radialista conduz o programa, em forma de desafio as pessoas. "Ele bate a mão nos peitos, desafiando. Eu não ia desafiar ele não, como ele disse na rádio: - Eu desafio!", lamentou para em seguida dizer que "jamais eu vou perdeu o meu tempo, porque infeliz da gestão que tem uma pessoa dessa do lado dele", alertou.

O presidente do Conselho Tutelar ainda mencionou as tantas confusões criadas pelo radialista Palhano que "discutiu com o secretário de esporte, discutiu com o secretário de obras, é uma pessoa que não tem brilho algum, não tem espaço dentro da gestão. Então o espaço que ele tem é esse, de tá atacando, tá denegrindo a imagem dos outros", desabafou.

Gilvan Farias disse que é uma pessoa humilde, mas que teve apoio do povo que lhe confiou quase mil votos para ser do Conselho Tutelar, diferentemente do radialista Palhano "que foi candidato a vereador e acho que nem cem votos ele tirou", disse.

"Eu sou pobre, não tenho nem um transporte, mas nunca usei de cargo público para me beneficiar, pra enriquecer ilicitamente", desabafou.

Gilvan Farias ainda disse que, após sua mãe ouvir no programa da Rádio Iracema os ataques do radialista ao seu filho, ela ligou para ele chorando pedindo que ele deixasse o Conselho Tutelar, mas ele disse que "o radialista é uma pessoa sem brilho. Vai continuar ai latindo, latindo, e como ele disse que eu tinha que soltar o osso, ele vai continuar latindo pelo osso e não vai sobrar osso pra ele. Vai acabar a gestão que ele tanto defendeu, tanto puniu e não vai sobrar nada pra ele", disse.

Em seguida, Gilvan Farias ainda afirmou que não vai tentar a reeleição para o Conselho Tutelar, mesmo tento a certeza de que seria reeleito, pois tem serviço prestado.

Já no final da participação, Gilvan Farias disse que o radialista ficou ainda chateado porque ele recebeu apoio do Vice-prefeito Dr. Carlos Eduardo, a quem ele chama de amigo: "Esse é meu amigo!, revelou"

Gilvan Farias recebeu 945 votos para ser Conselheiro Tutelar e após os ataques que sofreu no rádio, amigos nas redes sociais postaram mensagens de apoio e solidariedade.

A participação do presidente do Conselho Tutela, Sr Gilva Farias, mais pareceu um desabafo por criticas sofridas de que uma critica a atual gestão, pois nenhum cidadão gosta de ser atacado, ainda mais em uma emissora de rádio, principalmente, nenhuma emissora da administração municipal.

Confira mais detalhes no áudio abaixo



GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+