Acusado de envolvimento em crimes, Caiado é processado por chamar Lula de bandido

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou nesta quarta-feira (08/07), no Supremo Tribunal Federal, um pedido de queixa-crime contra o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO).

A defesa do ex-presidente pede a condenação do senador pelos crimes de "calúnia, injúria e difamação".

Saiba mais sobre o senador Ronaldo Caiado (DEM): Ele é associado ao bicheiro Carlinhos Cachoeira por supostamente ter recebido verba ilícita nas campanhas de 2002, 2006 e 2010. Cachoeira foi denunciado por tráfico de influência e negociava propinas para arrecadar fundos para disputas eleitorais. O bicheiro foi preso em 2012 por operação da Polícia Federal que desbaratou esquema de adulteração de máquinas caça-níquel. Caiado foi citado nesse contexto, recentemente, por Demóstenes Torres. Ele teria participado de negociação entre Cachoeira e um delegado aposentado que queria ampliar esquemas de jogo ilegal. Até familiar do democrata já foi alvo de denúncia. O pecuarista Antônio Ramos Caiado, tio de Caiado, está na lista suja do trabalho escravo.

Em fevereiro deste ano, Ronaldo Caiado, um dos artífices da defesa do golpe para abreviar o mandato da presidente Dilma Rousseff, escreveu em sua conta no Twitter uma mensagem chamando o ex-presidente de "bandido". "Lula tem postura de bandido. E bandido frouxo! Igual à época que instigava metalúrgicos a protestar e ia dormir na sala do delegado Tuma", escreveu Caiado na rede social.

Para a defesa, a postagem pode ser configurada como crime de calúnia e difamação. No documento, os advogados argumentam ainda que o tipo de afirmação feita por Caiado extrapola a imunidade parlamentar e configurou uma grave ofensa ao ex-presidente. Essa última afirmação foi feita para evitar que o senador alegue imunidade parlamentar para se eximir de culpabilidade pela postagem.

Caiado comentou o caso após a notícia da ação de Lula, voltando a fazer o xingamento. "Essa situação ocorreu no mês de fevereiro, quando Lula se sentia o todo poderoso, quando ninguém tinha coragem de contestá-lo. Mas Lula tem que medir as palavras, não é comportamento de ex-presidente ameaçar a população, é comportamento de bandido. Ele não é rei", afirmou o senador.

O pedido aguarda distribuição para um ministro relator.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+