PF questiona Lula por voo em inauguração de usina; E os 450kg do helicoca do PSDB?

Enquanto a PF fica preocupada com as viagens de Lula, nós estamos esperando há quase 2 anos para saber quem são os donos dos 450 kg de cocaína apreendida no helicóptero dos Zezé Perrella, quando era filiado ao PSDB-MG. Ninguém foi indiciado pelo caso e o processo está andando a passo de tartaruga, até cair no esquecimento.

Veja também: Perrella é acusado de receber R$ 1,3 milhão da Assembleia de Minas para reembolso de gastos pessoais, quando era filiado ao PSDB-MG.

Contra Lula, Polícia Federal questiona voo para inaugurar usina

Um fato aparentemente corriqueiro, um pedido do cerimonial do Palácio para que um grupo de seis pessoas, incluindo três senadores, fosse transportado pela Camargo Corrêa aos canteiros de construção da usina de Jirau, em Rondônia, seria o novo indício de proximidade entre o ex-presidente Lula e uma das empreiteiras investigadas na Lava Jato: a Camargo Correia.

O pedido ocorreu em 2009. Naquele ano, no dia 9 de março, uma mensagem foi enviada às 22h53 por Antonio Carlos Portugal a outros seis executivos da Camargo Corrêa. Portugal relatava o pedido do cerimonial do Planalto para que fossem também levados a Jirau personagens como os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO), Fátima Cleide (PT-RO) e Expedito Júnior (PR-RO).

Segundo informam os jornalistas Fausto Macedo, Ricardo Brandt e Julia Affonso, o e-mail é indício das relações próximas entre a empreiteira e o ex-presidente Lula.

Procurado, Instituto Lula divulgou a seguinte resposta:

O Instituto Lula informou que o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi transportado no helicóptero da presidência e fez um sobrevôo das obras (de Jirau). A atividade constou da agenda oficial, foi acompanhada pela imprensa e divulgada.

A viagem, destacou o Instituto, foi para o lançamento da pedra fundamental da construção da usina de Jirau. O Instituto informou que desconhece tanto o pedido quanto se o helicóptero foi disponibilizado.

Sobre indagação se é normal o fato de o então chefe do cerimonial de Lula ter solicitado um meio de transporte para seis pessoas que teriam sido convidadas do presidente, o Instituto Lula sugeriu que a pergunta fosse encaminada ao próprio chefe do cerimonial na época.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+