PM pisa em bandido que levou tiro na cabeça e sentencia: 'Vai ver o diabo de perto'

Foram cenas de horror vividas dentro de um ônibus no Rio de Janeiro, na última quarta-feira (1). 

O veículo foi assaltado por três homens, que só pararam quando o policial civil Eduardo Bezerra, de 40 anos, derrubou dois deles com sua pistola .40 e fez o outro bandido, assustado, correr para longe. 

“Esse não vai assaltar nunca mais”, teria dito ele após o ato — o civil nega ter dito a frase.

Aclamado como herói, Bezerra viu na sequência a médica Simone Soares de Souza, 43, que também era passageira do ônibus, atender o bandido baleado. “Onde houve uma vida, a medicina tem que atuar”, diz ela. Mas a reação que mais chamou a atenção não foi a dela, assaltada pela décima vez: um PM, ao entrar no ônibus, olha para o bandido baleado na cabeça, pisa em sua perna esquerda e sentencia, rindo, que “esse aí vai ver o diabo de perto”.

O momento em que o PM pisou e fez chacota com o bandido foi flagrado por Gabriel Paiva, repórter fotográfico d’O Globo e vai ser investigado. A corporação não divulgou o nome do oficial, mas, segundo ele, o mesmo responderá a uma sindicância que irá apurar o caso. Se as irregularidades forem constatadas, ele será punido de acordo com as leis internas — podendo até ser afastado.

Após a confusão e o terror do assalto, os bandidos foram identificados apenas ao final do dia. Maycon Gomes dos Santos, 25, está internado em estado grave após ser atingido na cabeça; Carlos Rafael Silva Augusto, 24, levou três tiros na barriga, sendo que nenhum atingiu órgãos vitais. O último bandido, que fugiu, não foi identificado pela polícia.

Fonte: Yahoo

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+