Só a elite, meninos bons e santinhos: "Quero ver algum deles provar", diz Dilma

Durante entrevista publicada nesta terça-feira (07/07) pela Folha de S. Paulo, a presidente Dilma Rousseff falou aos jornalistas Maria Cristina Frias, Valdo Cruz e Natuza Nery. A petista denunciou o movimento antidemocrático liderado, principalmente, pelo PSDB e DEM, que comandam a ala da oposição.

Dilma foi bem clara e disse que o desejo de interromperem seu mandato vem de uma certa oposição "golpista". Falou sem mencionar partidos ou nomes. "Confundiram seus desejos com a realidade", disse Dilma.

Mesmo sem mencionar nomes, a fala da presidente foi direcionada para Aécio Neves (PSDB-MG), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Agripino Maia (DEM-RN) e Roberto Freire (PPS-SP), todos estes que são apoiados pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Quando foi questionada pelos jornalistas sobre eventuais ataques à sua biografia, Dilma disse: "Vão reescrever? Vão provar que algum dia peguei um tostão? Vão? Quero ver algum deles provar. Todo mundo neste país sabe que não. Quando eles corrompem, eles sabem que é corrompido".

No estilo "Coração Valente", Dilma mostrou que está pronta para a briga. "Eu não quis me suicidar na hora que eles estavam querendo me matar", fazendo uma referência ao tempo em que foi presa política durante a ditadura militar. "A troco de quê eu iria me suicidar agora?"

"Não acho que toda oposição seja assim", disse Dilma sobre os golpistas.

Só pra lembrar

Aécio Neves (PSDB-MG) foi citado na Lava Jato como recebendo uma mesada das Furnas; Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) quando governador da Paraíba foi cassado por compra de votos, Ronaldo Caiado (DEM-GO) é acusado de caixa dois por Demóstenes Torres e Carlos Cachoeira; Agripino Maia (DEM-RN) é investigado por receber propina de R$ 1,1 milhão; e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é o Rei da Privataria.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+