BNDES: "Imprensa manipula e distorce diálogo de Lula" - Imprensa mentirosa e golpista

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na noite desta sexta-feira (14), divulgou nota para lamentar as tentativas da imprensa e de pessoas em redes sociais de manipularem e distorcerem informações para envolver a instituição em "algo supostamente nebuloso" usando um diálogo por telefone do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o executivo da Odebrecht Alexandrino de Salles Alencar.

"A conversa não faz referência direta ao BNDES e tratou de um seminário sobre exportação que teve ampla participação do público interessado e cobertura da imprensa", diz a diretoria do banco BNDES.

Segundo o relatório da Policial Federal, "na conversa, Lula e Alexandrino abordam sobre a temática do seminário promovido pelo Valor Econômico, intitulado de 'Uma agenda para Dinamizar a Exportação de Serviços', já amplamente descrito no relatório de análise de interceptação telefônica, tratando dos polêmicos financiamentos do BNDES às empreiteiras brasileiras, incluindo a Odebrecht".

Saiba mais detalhes: Ex-presidente Lula é citado em grampo da Lava Jato

Segundo divulgado pela imprensa, o ex-presidente Lula foi citado em um grampo da 14ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Erga Omnes. De acordo com o relatório final de interceptação telefônica da 14ª fase da operação, de autoria da Polícia Federal, o ex-presidente Lula teria demonstrado preocupação com "assuntos do BNDES" durante conversa telefônica com o executivo Alexandrino Alencar, diretor da Odebrecht.

A conversa aconteceu no dia 15 de junho de 2015 às 20:06, quatro dias antes de Alexandrino e o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, terem sido presos. Em seu relatório, a Polícia Federal disse que "não grampeou o ex-presidente Lula", pois o ex-presidente "não é alvo de investigação". A conversa foi gravada quando a Polícia Federal monitorava os contatos do executivo Alexandrino Alencar.

Confira, abaixo, a íntegra da conversa interceptada pela Polícia Federal



Agora leia a íntegra da nota do banco BNDES

"O BNDES lamenta tentativas, na imprensa e em redes sociais, de manipular e distorcer informações buscando envolver o Banco em algo supostamente nebuloso a partir da divulgação de um diálogo entre o ex-presidente Lula e um executivo da Odebrecht. A conversa não faz referência direta ao BNDES e tratou de um seminário sobre exportação que teve ampla participação do público interessado e cobertura da imprensa."

Imprensa mentirosa e golpista

Mas uma vez, a imprensa brasileira, de modo irresponsável e golpista, tenta denegrir a imagem do ex-presidente Lula, com matérias que não traduzem a verdade dos fatos e que são criadas apenas para manipular a cabeça de pessoas que não têm o discernimento e que não buscam pela verdade e que tão somente deixam ser feitas de tolos passando a serem manipuladas e politizadas pelas mentiras publicadas em redes sociais.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+