Cunha: "Será difícil levar o impeachment adiante" - Perdeu Playboy

Após fazer de tudo e ser acusado de tentar dar um golpe na democracia, tendo rompido com o governo e feito manobras para abrir o caminho para um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), reconhece que perdeu.

Cunha deu declarações nesta quinta-feira (13) e afirmou que não se pode interromper um mandato por irregularidades praticadas no mandato anterior: "Será muito difícil levar adiante o processo de impeachment", disse Cunha.

O presidente da Câmara anda mais preocupado em recuperar sua imagem que virou o centro das atenções por suas "pautas-bombas" que estavam colocando "fogo no Brasil" e sofreu diversas críticas da imprensa e de outros parlamentares.

"Não se viu até agora nenhum comportamento meu imaturo em relação a isso", disse Cunha ao 'Jornal Valor' para negar a existência de uma "pautas-bombas" no Congresso.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+