Morte de traficante no fim de semana gerou chacina na Favela da Estiva

Uma "guerra" pelo domínio do tráfico de drogas nos bairros Cais do Porto, Serviluz, Castelo Encantado e Titanzinho, no Grande Mucuripe, motivou a chacina ocorrida no fim da noite de terça-feira na Favela das Estivas, uma comunidade localizada nas proximidades do antigo Farol do Mucuripe. Pelo menos, cinco pessoas foram mortas e outras baleadas.

Os assassinatos em sequência ocorreram quando um "bonde" formado por quatro automóveis e várias motos – todos ocupados por bandidos armados e encapuzados – invadiu os becos e ruelas da favela, por volta de 22 horas de ontem. Os criminosos passaram a atirar em quem encontravam pela frente.

As primeiras vítimas dos atiradores foram uma mulher e uma criança que estavam no interior de um veículo Palio nas proximidades da favela. Sem ter qualquer relação com a ação dos traficantes, as vítimas acabaram baleadas apenas porque estavam ali.

Em seguida, o "bonde" desembarcou na Travessa Vicente de Castro. Os criminosos mataram de início três pessoas que estavam na porta de suas casas. Em seguida, invadiram uma casa na Travessa Guaraci e foram até a cozinha, onde estava o ex-detento Rafael Guedes Nogueira, 20, que seria o verdadeiro "alvo" do bando. Na presença da mãe e de outros familiares, Rafael foi fuzilado com tiros de pistolas de diversos calibres. Antes de ir embora, a quadrilha atirou em mais uma pessoa na rua.

No fim, estavam mortos, além de Rafael, as seguintes pessoas: Maurício Casemiro da Silva, 23 anos, o "Silvinho"; Francisco Marismar Alves, 35, conhecido por "Gaguinho"; e Raimundo Ferreira Júnior, 32, de apelido "Novo". A quinta vítima foi um homem identificado apenas por "Emílio", que chegou a ser socorrido por moradores da favela e levado para o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), no bairro Papicu, onde morreu na emergência.

A "guerra"

Segundo informações da Polícia Militar, entre os veículos usados pelos traficantes para formar o "bonde" estavam um HB20 preto (placas 8022) e Palio prata, além de várias motocicletas.

Outra informação diz respeito ao que motivou a chacina. Segundo fontes ouvidas pelo blog, a morte das cinco pessoas ocorreu em represália a um crime ocorrido no fim de semana passado, quando bandidos da Favela da Estiva mataram Márcio Rodrigues da Silva na Rua Titã, no Cais do Porto, por volta de 13 horas de sábado passado.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+