Polícia russa investiga competição on-line que premia selfies com mortos

A polícia russa investiga uma competição on-line que vem oferecendo de 1.000 a 5.000 rublos (R$54-R$270) para os melhores selfies tirados com cadáveres, segundo o tabloide britânico DailyMail. 

A disputa foi promovida por um grupo no VK--versão russa do Facebook--, que tem estimulado os usuários a postarem autorretratos com pessoas mortas. O grande atrativo, como apontou os investigadores, tem sido o prêmio em dinheiro por trás da ação.

As regras da mórbida competição exigem que o cadáver esteja sorrindo para representar que ele esteja indo para um lugar melhor. A página, que conta com mais de 500 adeptos, foi tomada por fotografias em casas funerárias do país.

Mas, o que chamou atenção das autoridade, foi um dos selfies vencedores do concurso feito ao lado do corpo de uma menina de 13 anos que teria morrido em um acidente de carro no norte da cidade de Syktyvkar.

"Estamos trabalhando para elucidar as circunstâncias que rodeiam esses relatórios e tentando determinar se um indivíduo ou um grupo de pessoas está por trás disso", disse Alexander Shidyusov, o porta-voz da polícia.

As investigações estão em estágio inicial e não se sabe ainda quais são as possíveis sanções que o grupo pode sofrer. Mas, de acordo com Shidyusov, o perfil do administrador da comunidade --Alfred Polyakov-- foi bloqueado por 'atividades suspeitas'.

Em seu perfil, Polyakov se descreve como um professor universitário de 28 anos de idade e diz viver em Donetsk, a cidade controlada pelos separatistas no leste da Ucrânia.

"Nós criamos o grupo para mudar as atitudes populares em relação à morte", afirmou o jovem. "Primeiro, nós não permitimos que menores participem de nossa competição; segundo, vamos publicar fotos apenas se parentes dos mortos assinarem a autorização necessária".

Para Polyakov, "não há nada de mau" em publicar selfies com cadáveres. Apesar de reconhecer que as fotos causam certo horror a algumas pessoas, ele afirma também estar fazendo um favor aos mortos e a seus familiares. "Com a competição, estamos fazendo uma coisa boa, tentando ajudar a família da pessoa morta a lidar com sua dor. Tem ainda o dinheiro, 5.000 rublos (cerca de R$270) é um bom dinheiro."

Fonte: DailyMail

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+