Protesto fraco no Vale do Aço (MG): Organização fala em 2.400, mas PM contou 560 pessoas

Manifestantes de Coronel Fabriciano, Ipatinga e Timóteo, as três principais cidade do Vale do Aço, foram para as ruas na manhã deste domingo (16) para protestar contra a corrupção e pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

As concentrações começaram por volta das 9 da manhã, e estava prevista para terminar às 14h, mas foi fraco e terminou antes.

O protesto foi organizado nas redes sociais por movimentos como "Vem Pra Rua", "Brasil Livre" e "União Contra a Corrupção". Esta é a terceira manifestação ocorrida somente este ano em todo o Brasil. Os protesto ocorreram de forma pacífica.


Coronel Fabriciano - Gil Costa, organizadora do evento em Coronel Fabriciano, diz que cerca de 300 manifestantes participaram, já a PM contabilizou 80 pessoas.

Ipatinga - A manifestação em Ipatinga ocorreu na tradicional feira do bairro Canaã. Segundo o organizador do evento, Everton Campos, estiveram presentes 1.500 manifestantes. O capitão Clebson Fernandes da Polícia Militar estimou 300 participantes, mas, anteriormante, a polícia havia informado o número de dois mil participantes.

Timóteo - Em Timóteo, na praça 1ª de maio, as vassouras foram os instrumentos utilizados pelos manifestantes para protestar. A mensagem era para varrer a corrupção do país. A organizadora do evento, Conceição Dutra Reis, contabilizou 600. Para a PM, 180 pessoas estavam presentes durante o protesto.

Com informações do G1

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+