São Carlos (SP): Organização fala em 1.500, mas PM contou apenas 600 manifestantes

A manifestação contra o governo da presidente Dilma Rousseff reuniu cerca de 600 pessoas em São Carlos (SP) neste domingo (16), segundo a Polícia Militar. Para a organização do evento, entretanto, 1.500 pessoas participaram do ato pacífico na cidade.

No protesto realizado em abril deste ano, 1.200 pessoas foram às ruas, de acordo com a PM que informou que neste domingo foram apenas 600 pessoas. O número de manifestantes caiu pela metade.

Os manifestantes começaram a se reunir na Praça do Mercado Municipal, na região centra, por volta das 10h. Famílias com crianças, adolescentes e idosos vestiam camisas verde e amarelo. Algumas pessoas carregavam a bandeira do Brasil, faixas e cartazes com frases como “Chega de corrupção”, “Fora corruptos”, “Todos unidos pelo país”, entre outras.

Passeata

Devido ao atraso do carro de som, a passeata começou por volta das 11h50, após o grupo cantar o hino nacional. Os manifestantes subiram a Avenida São Carlos por dez quarteirões e andaram mais quatro quando dobraram a Rua Carlos Botelho, até chegar à Praça 15 de Novembro.

Equipes da Polícia Militar, da Guarda Civil Municipal e da Secretaria Municipal de Trânsito fecharam os acessos aos veículos para garantir a segurança dos manifestantes.

Para o organizador do evento, Marcos Roldini, a onda de protestos é um reflexo de como a população está descontente com a situação. “É importante para entender que nós somos contra esse estrangulamento que o governo tem feito com o povo. Roubaram e nós não temos que pagar essa conta”, ressaltou. O grupo dispersou na praça por volta das 12h30.

Marcos Roldini não comentou sobre o número de manifestantes terem caído pelo metade, com relação ao mês de abril, segundo a PM.

Com informações do G1

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+