Senado quer cobrança no SUS, pagamento de medicamentos e procedimentos

Nesta terça-feira (11), o ministro da Saúde, Arthur Chioro, manifestou-se sobre a proposta apresentada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para que o SUS faça cobranças por faixa de renda. A proposta seria uma alternativa para ajudar o país na recuperação da crise política.

Para o ministro da Saúde, a cobrança segue um modelo "que não tem eficácia". Ele ainda lembrou já há uma forma de cobrança no SUS, onde "a população contribui com impostos que são arrecadados".

"Não acredito que haja viabilidade na proposta tal como ela em um primeiro momento aparece, com cobrança por classe social. Isso seria equivalente ao modelo chileno, que não mostra nenhuma eficácia", disse o ministro da Saúde, Arthur Chioro que evitou, contudo, fazer críticas mais fortes à proposta e preferiu dizer que o debate sobre financiamento da saúde "é bem-vindo". A declaração foi no lançamento da campanha de vacinação contra a pólio.

Além da sugestão de cobrança no SUS, nas propostas apresentadas por Renan Calheiros, também há uma de estabelece regras para o pagamento de medicamentos e procedimentos solicitados na esfera judicial.

Até parece que o Senado está tentando repassar para a população os prejuízos com a Lava Jato. Vale ressaltar que vários parlamentares, incluindo o presidente do Senado, Renan Calheiros, foram mencionados na Operação Lava Jato.

GOSTOU? CURTA NOSSA PÁGINA E FAÇA UM COMENTÁRIO!
Compartilhar no G+