Mãe é autuada por surrar filha após menina abrir porta de casa para o pai

Segundo a polícia, criança gritava por socorro; caso foi em Batayporã. Mulher disse ao Conselho que vai jogar cinto fora e está arrependida.

Uma mulher de 28 anos foi autuada por lesão corporal em situação de violência doméstica por surrar a filha de 9 anos. O caso aconteceu por volta das 4h (de MS) deste domingo, em Batayporã, a 302 quilômetros de Campo Grande. Segundo o Conselho Tutelar, a mãe disse estar arrependida.

Moradores ouviram gritos de socorro e chamaram a Polícia Militar (PM). Quando os policiais chegaram na residência indicada na denúncia, também ouviram os pedidos de ajuda, bateram na porta e como ninguém abriu, invadiram o local.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, os militares se depararam com a criança sendo surrada pela mãe com um cinto.

A mulher disse aos policiais que batia na filha porque ela abriu a porta da casa para que o pai entrasse e que ele é violento e está impedido judicialmente de se aproximar dela.

O Conselho Tutelar foi acionado e mãe e filha foram levadas à Delegacia de Polícia Civil. A mulher foi autuada e liberada. A criança continua com ela.

Motivo

Conforme o Conselho Tutelar, a criança ficou com marcas de cinto nas duas pernas, entre as nádegas e os pés. Esta teria sido a segunda vez que a menina apanha dessa maneira e que afirmou que iria jogar fora o cinto.

A mulher disse ao Conselho que o pai da filha já esteve preso por violência doméstica e está solto há três anos. Devido à situação, ela tem medida protetiva contra ele.

A mãe falou ainda ao Conselho que após a filha abrir a porta, o ex-companheiro tentou agredí-lá e danificou o portão da residência. Diante disso, ela ficou nervosa e bateu na menina, que tem comportamento agressivo.

Fonte: G1

Compartilhar