NASA descobre oceano global de água quente em lua de Saturno

Escondido sob uma camada de gelo que recobre toda a superfície de Encélado, uma das luas de Saturno, está um oceano global recentemente descoberto pela Agência Espacial Norte Americana. A sonda Cassini capturou dados que indicam a presença de um interior não sólido em sua extensão.

A presença de um vasto mar em sua segunda camada geológica explica também os vapores de água em spray que são expelidos em fraturas no solo do polo sul do satélite. Análises anteriores já sugeriam a presença de um oceano subterrâneo, mas os novos dados suportam a possibilidade desse mar ser global, ocupando toda a extensão da sexta maior lua de Saturno.

Os pesquisadores mapearam o posicionamento de pontos característicos em Encélado com milhares de fotografias enviadas pela Cassini durante 7 anos, para que fosse posível medir as mudanças na rotação do satélite com extrema precisão. O resultado revelou que a lua tem uma pequena, mas considerável oscilação ao orbitar o planeta gigante, por não ter um formato perfeitamente esférico, nem apresentar uma velocidade linear ao longo de sua órbita.

Apesar das novas descobertas, a NASA ainda não desvendou como funciona o mecanismo que impede o oceano de Encélado de congelar, mas seus cientistas suspeitam que haja uma relação com as fortes marés provocadas pela gravidade de Saturno, gerando mais calor em sua camada líquida.

Fonte: NASA

Compartilhar