Reajuste de servidores só em agosto de 2016 e concursos estão suspensos

Adiamento do reajuste do salário dos servidores públicos

O governo federal anunciou nesta segunda-feira (14) várias medidas para ajustar a economia do país e entre um pacote de corte de gastos e proposta para a volta da CPMF está prevista que servidores ficaram se reajuste e novos concursos ficarão suspensos.

Ficou previsto um adiamento do reajuste do salário dos servidores públicos, que seriam corrigidos em janeiro de 2016, para agosto de 2016. Com essa medida, o governo espera um impacto de R$ 7 bilhões a menos nos gastos públicos.

Suspensão de concursos públicos

Com a suspensão de novos concursos estima-se que o governo deixará de gastar R$ 1,5 bilhão em 2016.

“Estamos vendo aumento do desemprego no setor privado e reajustes de salários sem contemplar inflação. Nesse momento, é plenamente justificável [adiar reajuste para 2016]. A média de salários [no setor público] é superior ao setor privado. E [os servidores públicos] têm estabilidade no emprego. Nesse momento de travessia fiscal, nesse esforço para elevar o superávit primário, todos estão fazendo sua parte. Achamos adequado adiar proposta de reajuste para 2016 de janeiro para agosto”, declarou o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.