Amapá: Menina vende biscoito doce para conhecer parque aquático no Ceará

Uma menina de 4 anos está conquistando os corações de quem passa pela banca onde ela vende biscoitos para conseguir realizar um sonho: conhecer um famoso parque aquático no Ceará, a mais de 1,4 mil quilômetros do Amapá, onde ela mora. A história também comoveu internautas que conheceram a pequena Mariana através de uma publicação do pai dela no Facebook.

Encantada com as propagandas do parque na TV, a menina convenceu os pais a programarem a viagem para a capital cearense. Mas, para conseguir chegar ao destino, o analista de sistemas Artur Corumba, de 33 anos, e a fisioterapeuta Yane Sandim, de 30 anos, propuseram à criança uma ajuda para conseguir o dinheiro para a viagem, vendendo monteiro lopes, tradicional biscoito artesanal paraense, com massa delicada crocante e cobertura com chocolate e açúcar cristal.

“A gente tem condições de viajar com ela, mas queríamos despertar nela a conquista, de correr atrás das coisas que ela quer. Foi uma forma que a gente encontrou de passar esse ensinamento para ela, de despertar o empreendedorismo e dar valor às coisas.

No sábado, a gente resolveu colocar a ideia em prática e ela se mostrou sempre muito empolgada”, comentou Corumba.

O Beach Park ocupa uma área de 180 mil metros quadrados (Foto: João Melo/Divulgação)
Parque aquático no Ceará foi considerado o 2º melhor do mundo em 2014 (Foto: João Melo/Divulgação)

Os biscoitos são feitos pela mãe, Yane, são colocados em caixinhas, com 4 unidades, cada, e são vendidos ao preço de R$ 3. A primeira venda aconteceu no sábado (11), na praça Veiga Cabral, durante um evento de brechó.

No mesmo dia, Corumba publicou nas redes sociais uma foto para divulgar o “empreendimento” de Mariana. Amigos e familiares compartilharam a ideia que comoveu internautas. O post rendeu mais de 400 compartilhamentos e 1,2 mil curtidas. Com a repercussão, os pais decidiram doar o dinheiro arrecadado, já que a família diz não ter dificuldades para comprar as passagens e ingressos para a entrada da filha no parque.

“Eu não tinha noção de que ia repercutir assim, em curto espaço de tempo. A gente resolveu dar continuidade nisso, só que pensamos em reverter a causa. Como teve muita gente disposta a ajudar, decidimos fazer uma doação com o que estamos arrecadando, para crianças que realmente precisam de ajuda”, reforçou o pai.

O valor arrecadado será doado integralmente para ajudar crianças carentes. Segundo Corumba, eles ainda não decidiram quem ou qual instituição receberá a doação. Até terça-feira (14), cerca de 500 biscoitos haviam sido vendidos pela pequena Mariana, com a ajuda dos pais.

“Ela está muito contente. Já contamos dinheiro com ela, mostramos, e ela está muito feliz com esse retorno. Para ela, é algo novo, está achando o máximo que está dando certo, e entendendo que é para o sonho dela. A viagem vai acontecer ainda este ano, a gente só tem que organizar como será. Mas ela está radiante”, contou Corumba.

Os biscoitos são vendidos aos sábados e domingos, das 16h30 às 18h, na praça Floriano Peixoto, no bairro Trem, e de segunda a sexta-feira na casa da família, a partir de 16h.

Fonte: G1