Educação no Ceará tem avaliação do 5º ano ‘intermediária’ e ‘crítica’ no 9º

Avaliação é do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica. Desempenho melhora nos últimos anos do ensino fundamental.

Apesar dos avanços verificados nos últimos anos, os estudantes da rede pública de ensino do Ceará não conseguiram alcançar índice satisfatório de desempenho segundo análise de desempenho realizada pelo Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece), em 2016. Os dados foram apresentados nesta terça-feira (14) no Palácio da Abolição, pelo governador do Ceará, Camilo Santana, e o secretário da Educação, Idilvan Alencar.

No 5º ano do ensino fundamental, por exemplo, a avaliação dos estudantes de matemática e português ficou no nível intermediário, enquanto que no 9º ano o desempenho ficou entre crítico e muito crítico em português e matemática, respectivamente.

Os dados relativos ao 5º e ao 9º ano do Ensino Fundamental, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, também mostram que o desempenho dos jovens do 5º ano apresentou crescimento.

Em Língua Portuguesa, o percentual de alunos no nível adequado subiu para 39%, enquanto, em 2008, o percentual era de 6,8%; em Matemática, ficou em 28,1%, diferente dos 3,6% apresentados em 2008.

Alfabetização na idade certa

O Space aponta que, no ano passado, 74% dos alunos do 2º ano do ensino fundamental registraram nível desejável de alfabetização. Em 2007, ano de início das atividades do Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), 30% dos alunos estavam neste padrão de desempenho.

De acordo com o governo do Ceará houve redução gradativa no número crianças não alfabetizadas no Estado: enquanto que em 2016, 0,9% dos estudantes estiveram no padrão de não alfabetizado, em 2007 o registro era de 32,8%.

– Veja a apresentação na íntegra AQUI

Compartilhar