Abril tem volume de chuvas abaixo do esperado no Ceará

O volume acumulado de chuvas no Ceará só atingiu 98,2mm dos 188 mm esperados, de acordo com o Calendário de Chuvas da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), isso representa apenas 52,2% da meta esperada para o mês. A situação não deverá se reverter a menos de 10 dias pra fim de o mês, O desvio – 47,8% causa preocupação porque os meses seguintes têm registro menor de precipitações.

A Funceme havia divulgado, no início do ano, o prognóstico para o trimestre fevereiro-março-abril de 40% de chance de chuva em torno da média – que é de 510,1mm para os três meses. As chances de chuva abaixo e acima da média eram de 30% para cada Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontou que o prognóstico para a quadra chuvosa no Ceará (meses de fevereiro a abril) seria de chuvas abaixo da média histórica.

De fevereiro até este sábado (22), o acumulado de chuva foi de 457,9mm. Em janeiro, o esperado era 98,7mm, mas choveu apenas 67,1mm, um desvio negativo de 32,1%. Em fevereiro, a meta de 118,6mm foi ultrapassada em 31,8%, atingindo 156,3mm. Em março, as precipitações atingiram a normalidade, com 203,4mm.

Neste sábado choveu em 17 municípios cearenses: São Gonçalo do Amarante (posto Santo Amaro) registrou a maior precipitação com 50 milímetros; Aquiraz (Posto: Sitio Sapucaia Fagundes) com 41.0 mm; Fortaleza (Posto: Pici) com 25.2 mm; São Gonçalo Do Amarante (Posto: Siupe) com 21.0 mm; Uruoca (Posto: Campanario) com 13.0 mm; Granja (Posto: Pessoa Anta) com 11.0 mm; Itaitinga (Posto: Itaitinga) com 11.0 mm; Reriutaba (Posto: Amanaiara) com 10.0 mm; Ibiapina (Posto: Ibiapina) com 10.0 mm e Fortaleza (Posto: Água Fria) com 9.0 mm.

Para o domingo, 23, a previsão é de nebulosidade variável com chuva em todas as regiões ao longo do dia. O volume atual dos 153 açudes monitorados pela Cogerh é de 12,32% de sua capacidade, o que representa 2,3 bilhões de m³ de água do total é de 18,64 bilhões de m³. 105 açudes estão com volume abaixo de 30 %; 17 reservatórios estão secos e 40 em volume morto. Até o dia 21, 10 açúdes estavam sangrando. 


Fonte: Ceará Agora
Compartilhar no G+