Guido Mantega admite conta na Suiça, mas nega propina

Alvo das delações da Odebrecht e da JBS, o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, reconheceu, nesta segunda-feira, ser titular de uma conta não declarada na Suíça com saldo de US$ 600 mil, o equivalente a mais de R$ 2 milhões.

Mantega, no entanto, negou ter recebido propina e disse que os recursos se referem à venda de um imóvel.

O documento foi entregue à Justiça por seus advogados nesta segunda-feira. "Aproveita, outrossim, para esclarecer que não espera perdão nem clemência pelo erro que cometeu ao não declarar valores no exterior, mas reitera que jamais solicitou, pediu ou recebeu vantagem de qualquer natureza como contrapartida ao exercício da função pública, conforme poderá inclusive confirmar o extrato da conta, documento que o peticionário se compromete a apresentar tão logo o obtenha da instituição financeira", diz a defesa de Mantega, que já foi alvo de um bloqueio de R$ 10 milhões na Lava Jato.

Fonte: Brasil 247
Compartilhar no G+