Cracolândia tem 79% de usuários homens, 58% dormem na rua e 21% têm sífilis, aponta levantamento

Equipes de saúde que trabalha no programa estadual de enfrentamento ao crack, o Programa Recomeço, fizeram uma pesquisa com os usuários de drogas que ficam nas ruas da região da Cracolândia. Foram ouvidas 734 pessoas. Veja os números:

79,4% são homens
16,8% são mulheres
3,7% são transexuais
17% das mulheres estavam grávidas
Quase a metade é de São Paulo
73% não trabalham
58% dormem na rua
33% estão na Cracolândia há cinco anos.
69% falaram que estão procurando ajuda
54% têm contato com a família
60% já fizeram avaliação de saúde
21% têm sífilis
12% têm tuberculose
5% têm HIV


A pesquisa foi feita entre julho e agosto do ano passado e os números estão sendo usados para definir as estratégias que o governo e a prefeitura vão estabelecer para atendimento dos usuários.

Compartilhar no G+