Doria tem habilitação suspensa por excesso de velocidade

João Doria (PSDB), prefeito de São Paulo, teve sua CNH (carteira nacional de habilitação) suspensa por desrespeito às normas de trânsito.

O tucano acumulou maus de 20 pontos na carteira após após uma série de infrações, a maioria delas por excesso de velocidade, inclusive nas marginais.

A suspensão do direito de dirigir vigorou entre 13 de janeiro e 12 de março.

Hoje, mesmo com o prazo de punição vencido, Doria continua impedido de dirigir, já que ainda não participou do curso de reciclagem (de 30 horas) obrigatório para recuperar a sua habilitação.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o tucano afirma que não "costumava" dirigir seus veículos à época das infrações e que perdeu o prazo para indicar os condutores.

O prefeito está sem carteira porque foi multado cinco vezes entre novembro de 2014 e junho de 2015, sendo três por transitar com velocidade acima da permitida (até 20%), uma por manobra irregular e a outra, a mais grave delas, por avançar o sinal vermelho.

Durante a campanha eleitoral, no ano passado, Doria fez duras críticas ao que considerava uma indústria de multas de trânsito na gestão de Fernando Haddad (PT).

O tucano também prometeu, e depois cumpriu, ampliar o limite máximo de velocidade das marginais Tietê e Pinheiros. O número de acidentes com vítimas tem crescido desde essa mudança.

As informações são de reportagem de Rogério Pagnan na Folha de S. Paulo.
Compartilhar no G+