Ipu (CE): Árbitro foi agredido brutalmente por um "torcedor" e conduzido para Santa Casa de Sobral

A violência nos campos de futebol de Ipu já virou um lamentável fato corriqueiro, no final da tarde deste sábado (10-06-2017) o árbitro Jorge Azevedo foi brutalmente agredido por um torcedor da equipe dos Santos da Caixa D'água, Jorge trabalhava como auxiliar 1 (bandeirinha) na final da I Copa de Bairros da Liga 2017, o árbitro faz parte da ALID - Árbitros da Liga Ipuense de Desportos, à frente o presidente Denys Martins Timbó.

O árbitro Jorge foi surpreendido por um torcedor enfurecido que lhe aplicou um golpe na região "frontal dos peitos", o agredido foi conduzido rapidamente pelo serviço ambulatorial que se fazia presente em campo, ao adentrar ao hospital, Jorge Azevedo foi submetido aos procedimentos médicos, como seu estado de saúde inspirava maiores cuidados, o paciente foi conduzido para Santa Casa de Sobral.

O repórter Ademir Gregório (Rádio Iracema), que fez curso de arbitragem da Federação Cearense de Futebol, narrou o ocorrido, segundo ele: "O lance foi bem em frente onde a equipe da Rádio Iracema estava, e na minha visão o Reforço acertou, pois na disputa de bola entre os jogadores, a bola foi tocada para trás pelo Rogério Queixinho (jogador do Santos), e sobrou para o jogador do Juventus que realmente estava a frente do penúltimo defensor e da linha da bola (ou seja, em posição de impedimento, caso a bola tivesse sido tocada por um jogador do Juventus), no momento o Jorge Azevedo levantou a bandeirinha sinalizando o impedimento, mas o árbitro Reforço bem posicionado mandou a jogada seguir, (pois a bola foi tocada pelo jogador do Santos, Rogério Queixinho). O Jorge ao ver o Reforço mandar o jogo seguir, baixou a bandeira, fez certo ao baixar a bandeira, pois o árbitro viu a sua sinalização e chamou a responsabilidade para si, pois tinha convicção que a bola tinha sido tocada por último por um atleta do Santos. O árbitro não é obrigado a atender a sinalização do assistente, e se o árbitro ver o assistente com a bandeirinha levantada e não atender a sua sinalização, o assistente tem que baixar a bandeirinha mesmo, pois ele é apenas um assistente. O torcedor deu a voadora no Jorge alegando que ele baixou a bandeirinha." afirmou.

Durante a noite o presidente da Liga Ipuense de Desportos, Denys Martins Timbó juntamente com sua equipe, estiveram presentes no Hospital dando todo o apoio ao árbitro auxiliar, Jorge Azevedo.

Jorge Azevedo apresentava um quadro preocupante de muitas dores e com dificuldade respiratória, como seu estado de saúde inspirava maiores cuidados, os médicos do Hospital Municipal resolveram transferi-lo para Sobral.

Até o fechamento desta notícia não tínhamos maiores detalhes sobre o estado de saúde do árbitro Jorge Azevedo. A família do árbitro Jorge deverá registrar um Boletim de Ocorrência contra o agressor.

Acompanhe agora ao vídeo do tumulto em campo, uma produção do nosso redator do Portal de Notícias Aconteceu Ipu, Afrânio Soares.



Fonte: Aconteceu Ipu
Compartilhar no G+