PGR quer denunciar Temer por organização criminosa e obstrução de Justiça

A procuradoria-geral da República deve denunciar o presidente Michel Temer (PMDB) por, pelo menos, corrupção passiva, mas o procurador-geral, Rodrigo Janot, tenta enquadrar o peemedebista também por obstrução de Justiça e organização criminosa.

A situação de Temer se complicou ainda mais com a decisão do relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin, que esticou o prazo para a Polícia Federal concluir as investigações contra o presidente.

Com mais tempo, a denúncia deve ser apresentada por volta do próximo dia 26, já incluindo os depoimentos recentes do empresário Lúcio Funaro, preso desde julho de 2016, apontado como um dos principais operadores de propina do deputado cassado Eduardo Cunha.

A denúncia também deverá ser apresentada após o resultado da perícia no áudio da gravação entre Temer e o empresário Joesley Batista, dono da JBS.

Fonte: Ceará News 7
Compartilhar no G+