Viçosa (CE): Pai que perdeu dois filhos assassinados pede justiça e diz estar 'desorientado'

O pai dos dois meninos assassinados em Viçosa do Ceará, João da Silva, diz estar "desorientado" com violência sofrida pelos filhos, Iracione e Francisco, mortos com golpes de faca no domingo (16). Em entrevista, ele conta como encontrou os filhos mortos, depois de pedir que eles fossem pegar capim em um terreno vizinho para alimentar uma ovelha.

“Eu estou muito desorientado. Eu perdi dois filhos que me ajudavam muito. O que eu quero é que a justiça resolva esse problema, que bote esses cabras nos eixos”, diz o pai.

“Eles pegaram uma faca desse tamanho, pularam o muro e foram pegar o capim. Vinte minutos depois ouvimos um grito. Eu botei uma faca na cintura e corri. Ela [a mãe] também correu e já viu um bandido que matou as crianças correndo. Eu corri pra 'riba', quando cheguei lá em cima encontrei o Cione caído no chão, com muito sangue. Aí ouvi outro grito: João tá aqui o Francisco, mataram o Francisco”, conta João da Silva.

O corpo das duas crianças foram enterrados no início da noite desta segunda-feira (17). O pai fala do sofrimento e pede justiça.

Crime

Os irmãos Iracione, de 8 anos, e Francisco, de 10, haviam saído de casa por volta das 9h deste domingo. A pedido do pai, eles tinham ido até um terreno localizado ao lado da casa onde moravam, na localidade de Inharim, buscar milho e capim para alimentar uma ovelha da família. Segundo relato dos vizinhos, foi a mãe quem escutou os gritos das crianças.

Um dos meninos chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Municipal de Viçosa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo os médicos, o garoto apresentava sinais de violência sexual. A população se mobilizar para encontrar o segundo garoto, morto no local. Nas proximidades, a polícia encontrou vestígios de uso de drogas.

A faca utilizada no crime estava com uma das vítimas. De acordo com a família, os meninos costumavam caçar em um matagal perto da casa. Durante as investigações, a polícia também encontrou uma camisa suja de sangue, que seria de um dos suspeitos de participar dos assassinatos.

Dois homens foram presos suspeitos de praticar o crime, mas a polícia ainda investiga a participação de uma terceira pessoa, um adolescente de 15 anos. De acordo com o delegado de Viçosa do Ceará, por questão de segurança, os três foram transferidos para local não divulgado. Os adultos tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça e o adolescente, a internação determinada por um juiz da infância e da juventude.



Fonte: GE/CE
Compartilhar no G+