"Eu vim do povo, eu estou com o povo. Contra a corrupção, meu voto é não!’: diz Tiririca diz que votou contra Temer

Em entrevista ao O Globo, o deputado federal cearense Tiririca (PR-SP) antecipou na tarde desta quarta-feira, 2, dia de votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), o seu voto contra o peemedebista, afirmando que “se ele errou, tem que pagar” e defendeu o “Fora Temer”.

No período da votação, vestido de terno e gravata, Tiririca explicou que foi à sessão “fantasiado de deputado” a pedido da esposa. Antes deste dia, a outra ocasião em que o ex-palhaço compareceu de traje foi durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff, em que ele também votou a favor do afastamento da então presidente.

“Se errou, tem que pagar. É o ditado que minha mãe fala: “pode ser filho, se errou, você vai ter que pagar, tem que ser responsável por seus erros”, contou à reportagem.

Segundo Tiririca, apesar de ser de um partido que integra a base aliada, que fechou questão a favor de Temer, não houve pressão para que enquadrasse seu voto. O deputado disse que o governo sequer o procurou para oferecer cargos e emendas, já que sabia de antemão que a resposta seria negativa. Ele disse não temer qualquer retaliação com seu voto dissidente.

“Não houve pressão, não dependo de partido, nem de governo. Eu sou do povo e dependo só do povo. Nem me chamaram para conversar, nada ofereceram e eu não quero, não preciso. Não tenho medo de nada”, disse o deputado federal Tiririca ao portal O Globo.

Durante seu voto, na noite desta quarta-feira, 2, o cearense fez o que tinha antecipado à reportagem e discursou: "Eu vim do povo, eu estou com o povo. Contra a corrupção, meu voto é não!".

Fonte: O Povo
Compartilhar no G+