Erro médico deixa recém-nascido em UTI

Bebê de um mês e meio recebeu medicação na veia. Procedimento deveria ter sido feito por via respiratória

Desde sexta-feira (1), o pequeno Kalleb Levy Rodrigues, com um mês e meio de vida, luta para sobreviver. O recém-nascido foi internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil Albert Sabin, no bairro Vila União, após receber uma medicação na veia, que deveria ser aplicada por meio de aerossol.


Kalleb tem problemas respiratórios e foi levado por familiares até o Hospital Distrital Gonzaga Mota, no José Walter, na sexta. Como o aparelho de raio-X estava quebrado, os plantonistas levaram o bebê para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro, onde ficou internado.

No sábado (2), uma enfermeira que teria sido mandada para aplicar uma medicação por via respiratória, aplicou o remédio na veia. A criança começou a passar mal e teve que ser levada para o Albert Sabin, onde foi entubada.

Ao Cidade 190, a tia do bebê, Célia Rodrigues, o médico e uma assistente social a procuraram e culparam a enfermeira, que teria sido afastada após o erro.

A Secretaria de Saúde do Ceará informou que Kalleb Levy foi atendido com quadro de broncoespasmo e após ser atendido, apresentou “reação adversa grave”. Ainda de acordo com a Sesa, o bebê corre risco de morte. Será instaurada uma sindicância na UPA para apurar o caso.

Fonte: CNEWS
Compartilhar no G+