Bandidos roubam ambulância e sequestram médico para socorrer traficante

Bandidos fortemente armados do Complexo da Maré roubaram uma ambulância e sequestraram um médico da UPA do conjunto de favelas, na madrugada deste domingo. Segundo a polícia, “a operação de guerra” orquestrada pelos traficantes seria para socorrer Thiago da Silva Folly, o TH, chefe do tráfico na região. O profissional será ouvido nesta segunda-feira na 21ª DP (Bonsucesso).

O caso ocorreu por volta de 1h, após criminosos furarem uma blitz e trocarem tiros com policiais do Batalhão de Policiamento em Vias e Estradas (BPVE) na Avenida Brasil, na altura da Linha Amarela. Um policial militar acabou baleado e, após buscas, foi encontrado um fuzil FAL calibre 762 com luneta próximo a área onde houve o confronto. Na arma havia a inscrição “Tropa do TH”.

De acordo com o delegado Wellington Vieira, da 21ª DP, a ambulância estava no Engenho de Dentro quando foi acionada para um socorro na Maré. Chegando na comunidade, o motorista, que prestou depoimento na delegacia neste domingo, foi rendido e o médico retirado do plantão da UPA da Maré, sendo levado pelos criminosos.

“Ele disse que tinha muitos traficantes e foi obrigado a tirar o uniforme que usava. Um bandido vestiu e eles roubaram a ambulância. Segundo ele, eram muitos bandidos fortemente armados com fuzis e pistolas. 


O médico foi obrigado a entrar na ambulância e levado pelos bandidos”, disse o delegado, com base no depoimento do motorista. Vieira acredita que o ferido seja TH, do chefe do tráfico em favelas da Maré controladas pelo Terceiro Comando Puro (TCP), ou algum braço-direito do traficante. O delegado espera descobrir hoje para onde o baleado foi pelado através do depoimento do médico e do GPS da ambulância.

“Considero isso uma operação de guerra. Eles não fariam isso se não fosse um traficante que não tivesse uma importância para o tráfico. Acredito ser o TH ou um grande aliado dele.” Vieira disse que os envolvidos identificados serão indiciados por roubo, sequestro e associação criminosa.

O Disque-Denúncia oferece R$ 2 mil por informações que levem o TH, ou Riqueza, como também é conhecido, à prisão. Segundo informações, ele faz parte da cúpula da facção TCP, que comanda o tráfico de drogas em 11 das 16 favelas do Complexo da Maré. Ele ganhou o posto após as prisões de Menor P e o seu irmão, Zangado.

Fonte: Via O Dia
Compartilhar no G+