Projeto obriga escolas e faculdades estaduais a terem acervo de Bíblias no Ceará

Projeto que obriga escolas da rede estadual do Ceará a disponibilizarem exemplares da Bíblia Sagrada do cristianismo no acervo começou a tramitar na Assembleia. Segundo o texto, escolas de nível fundamental e médio, de educação profissional e de ensino superior serão obrigadas a ter, no mínimo, sete exemplares – o número sagrado – em suas bibliotecas.

Autor da proposta, Bruno Pedrosa (PSC) justifica o projeto destacando que a Bíblia “é o documento de maior abrangência que a humanidade produziu”. “É o documento público para toda a humanidade e que reflete sua influência em toda a cultura ocidental, penetrando seus temas na literatura, na música, nos ditos populares, nas artes plásticas, cinema, etc”, diz.

Para o deputado, disponibilizar a Bíblia cristã em bibliotecas é medida relevante para todos os estudantes, pois o livro “expressa muito mais do que o pensamento de uma determinada religião, mas também uma fonte de pesquisa histórica, um conjunto de livros repletos de gêneros textuais variados e, claro, uma grande fonte de sabedoria e autoconhecimento”.

“A Bíblia Sagrada é uma das obras mais lidas em todo o mundo devido seu caráter histórico em retratar acontecimentos marcantes para a humanidade, esperamos contar com o apoio dos senhores parlamentares para a aprovação deste projeto”, justifica, afirmando que ação busca apenas disponibilizar bíblias, e não “impor” o seu ensino.

Apresentado nesta sexta, o projeto será enviado para a Procuradoria Legislativa da Casa, que emitirá parecer sobre a admissibilidade do projeto. Caso receba o aval do órgão técnico, o projeto segue para as comissões da Casa e para votação no plenário.

Fonte: O Povo
Compartilhar no G+