Serra da Ibiapaba continua reivindicando IML

Mais um ano se passa e o debate em torno da implantação do IML regional da Serra da Ibiapaba segue sem resposta.

Uma região composta por oito municípios infelizmente ainda não conseguiu representantes capazes de se sensibilizar e mostrar ao Governador do Estado que é humanamente impossível a população Ibiapabana continuar a mercê do atendimento do IML no município de Sobral, o qual já conta com uma demanda muito grande de serviços pois é responsável por uma extensa área territorial, sendo aproximadamente 50 cidades atendidas.

Quando acontecem ocorrências com vítima fatal as famílias sofrem com a lentidão para realizar o recolhimento do corpo. Em alguns casos o rabecão do IML chega a demorar até 10 horas. Uma situação como essa se traduz em falta de respeito pelas famílias que muitas vezes perdem o direito de velar o corpo do ente querido em razão do grande tempo perdido, pois quando o corpo é liberado não há mais tempo para família fazer um velório digno.

A implantação de um IML na Serra da Ibiapaba é de extrema necessidade, haja vista o órgão não atender apenas vítimas de mortes violentas, mas também pessoas que sofrem agressões, realizando exames de lesão corporal, embriaguez, atentado violento ao pudor, conjunção carnal, identificação corpórea, entre outros.

É necessária uma mobilização da sociedade Ibiapabana, juntamente com seus representantes políticos (que não são poucos) no sentido de mudar esse lamentável quadro de descaso e desrespeito com a dignidade humana.

Fonte: Por: Aparecida Urias/ Ibiapaba 24 hs
Compartilhar no G+