"Todos que fizeram o impeachment estão envolvidos em corrupção"

A frase do título desse artigo, com tons premonitórios, foi dita pela ex-presidente Dilma Rousseff à rede de TV americana CNN, em 27 de abril de 2016, exatos dez dias após a Câmara dos Deputados autorizar a instauração de seu processo de afastamento.

Desde o impeachment de Dilma, vários personagens se viram envolvidos em escândalos. Logo no dia seguinte, o esposo de uma deputado que voto a favor do impeachment foi preso por corrupção.

Os cabeças do impeachment estão todos denunciados por corrupção.

O então presidente da Câmara Eduardo Cunha, responsável por abrir o processo de impeachment, foi preso.

Michel Temer que assumiu a presidência, e logo no primeiro dia nomeou 9 ministros envolvidos com corrupção, também está todo enrolando com denuncias de corrupção e só espacou do impeachment porque teria comprado apoio dos deputados que também estão enrolados.

E o senador Aécio Neves é outro que só não está preso porque ninguém do PSDB é preso nesse país, pois segundo o Ministro Barroso, existem provas mais que suficientes para justificar a prisão de Aécio e sua irmã e primo, mas todos estão soltos.
Compartilhar no G+