Após oito reprovações, mulher faz festa com 'bolo de CNH' ao tirar habilitação

Festa na Paraíba teve bolo personalizado com CNH; Darlene ainda fez duas promessas.

Depois de ser reprovada oito vezes em exames do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), durante dois anos de tentativas, a executiva comercial Darlene Soares, 25 anos, conseguiu tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B (carro). Feliz com a conquista, ela fez uma festa para amigos e familiares, com direito a bolo personalizado de CNH.

A comemoração aconteceu em Boa Vista, município no Cariri paraibano, onde ela mora. A luta de Darlene foi tão longa que na cidade todo mundo sabia das reprovações.

A luta pela carteira de habilitação começou em janeiro de 2016, quando Darlene começou a fazer autoescola para as categorias A e B (moto e carro). Na hora da aula prática começou a confusão. “Eu comecei na autoescola. Moto eu já sabia pilotar, mas tinha mais dificuldade nas aulas. Já no carro eu não tinha experiência, mas não tive dificuldade em fazer os treinos na autoescola”.

Na prova prática no Detran, o exame para motocicleta acabou dando certo e ela foi aprovada na primeira tentativa. Já no teste para carro ela não teve a mesma sorte. “Na primeira tentativa eu bati o carro. Daí eu criei um trauma”, disse Darlene. A decepção e o medo eram tantos que a jovem chegou a perder peso e a ter insônia.

Quando as tentativas de aprovação estavam próximas de completar um ano, ao perceber que poderia perder o processo, por causa do prazo de validade, Darlene desistiu da categoria B (carro) e ficou só com a carteira A para moto. “Toda vez que eu era reprovada, eu saía do Detran chorando. Fiquei só com [habilitação para] moto mesmo”, disse.

Passados mais alguns meses, em junho de 2017, Darlene resolveu voltar a tentar tirar a carteira para carro. Mudou de autoescola e retomou o processo. “Nessa volta eu tive mais confiança. Meu pai é carreteiro e me ajudou muito. Minha mãe me deu muita força e minha amiga Rayane, que sempre mandava mensagens dando apoio”.

No novo processo foram mais seis meses de aulas e testes. No dia 19 de janeiro, enfim, ela fez a prova prática, conseguiu passar no teste de baliza para carro e conquistar a carteira, agora nas categorias A e B.

Fonte: G1
Compartilhar no G+