Rio começa o ano com tiros e violência em favelas

Rio de Janeiro. As primeiras horas de 2018 no Rio registraram ataque à UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) no Jacarezinho (zona sul), operação do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e tiroteio na Rocinha.

Segundo a PM, criminosos atacaram a base da UPP do Jacarezinho por volta das 6h durante a troca de turno. Um policial foi baleado e levado para o hospital Salgado Filho. A corporação afirma que o estado dele é estável.

O Bope foi chamado para atuar na comunidade e realiza na manhã de ontem uma operação no local. Na Rocinha, moradores relataram na redes sociais uma intensa troca de tiros por volta das 9h (8h em Fortaleza), no alto da favela. A PM não se manifestou sobre este caso.

A favela na zona sul do Rio é palco de confronto entre traficantes, com intervenções policiais, desde setembro.

Rio Grande do Norte

Ontem, em Natal, no Rio Grande do Norte, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, fez um balanço da atuação das Forças Armadas no Estado nos últimos três dias e disse que o quadro de violência que aterrorizou a população potiguar nas últimas semanas, desde o início da greve de policias militares, civis e bombeiros, está sob controle.

Um militar foi encontrado morto, ontem, em alojamento das Forças Armadas montado em Mossoró. O Exército confirmou a morte, mas não informou detalhes. Jungamn disse que o caso está sendo investigado.

Fonte: Diário do Nordeste
Compartilhar no G+