Ipu (CE): Secretaria de Saúde iniciará a vacinação contra a "gripe" influenza a partir de segunda (23)

O município de Ipu, por meio da secretaria municipal de saúde, prepara-se para iniciar a vacinação contra a (gripe) Influenza. A Secretaria de Saúde do Estado do Ceará repassou ao município de Ipu cerca de 2.234 doses de um total de 6 mil doses a serem destinadas à vacinação local.

Na segunda-feira (23/04), as doses recebidas serão distribuídas às unidades de saúde da sede e na terça-feira (24/04), para as unidades da zona rural.

Segundo a Coordenadora de Vigilância em Saúde Lidiana Martins, as doses serão ministradas ao grupo prioritário e a partir de segunda, dia 23, estarão disponíveis à vacinação. Lidiana enfatiza a importância de que todos os que fazem parte do grupo prioritário que procurem as unidades de saúde (PSF) mais próxima de sua casa portando o cartão de vacinação.

Saiba mais

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

Em 2018, o Ministério da Saúde, por meio da Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações (CGPNI), do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde, lança a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, no período de 16 de abril a 25 de maio de 2018, sendo 12 de maio, o dia de mobilização nacional.

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

O público alvo, portanto, representará aproximadamente 60 milhões de pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

A transmissão ocorre principalmente através do contato com partículas eliminadas por pessoas infectadas ou mãos e objetos contaminados por secreções. É muito elevada em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes fechados ou semi fechados, dependendo não apenas da infectividade das cepas, mas também do número e intensidade dos contatos entre pessoas de diferentes faixas etárias.

A transmissão também é elevada em aviões, navios e outros meios de transporte coletivo, onde são frequentemente registrados surtos de influenza A e B que acometem passageiros e tripulantes.

Fonte: Expresso Ipu
Compartilhar no G+